<
>

Olimpíadas: Rayssa Leal dá show também em entrevista e manda recado contra o machismo: 'Esporte é para todo mundo'

play
Rayssa Leal se torna a brasileira mais jovem a conquistar uma medalha olímpica; veja o Top 10 (1:50)

No skate street feminino, a Fadinha, como é conhecida, conseguiu uma marca história para o esporte brasileiro (1:50)

Com 13 anos de idade, Rayssa Leal já é medalhista de prata em Olimpíadas e ainda dá um show nas palavras. Depois de subir ao pódio em Tóquio, a brasileira mandou um recado para lá de importante contra o machismo e o preconceito em geral em rede nacional: o esporte é para todo mundo.

“É muito louco! No início, ó minha mãe e meu pai me apoiavam. A gente saiu com a cara e com a coragem para poder estar. Agora a gente está com uma medalha na mão e pode falar que o skate e qualquer esporte é para todo mundo. A gente está podendo provar que não é só para meninos”, disse Rayssa à TV Globo.

Clique aqui para ver o Quadro de Medalhas das Olimpíadas atualizado e siga os Jogos de Tóquio em TEMPO REAL!

O skate é um dos esportes que sempre foi visto como “masculino”. E esse é até um dos motivos pelos quais vimos notas mais baixas neste domingo durante a competição feminina.

Depois das Olimpíadas de Tóquio, porém, a expectativa é de que tudo isso fica de vez no passado.

“Eu não consigo nem explicar a sensação de estar aqui realizando meu sonho e de toda a minha família. Meu pai e minha mãe que estiveram nos melhores e nos piores momentos. E poder representar todas as meninas. É muito gratificante. Todo esforço que minha mãe fez... é muito especial para mim!”, disse Rayssa.

“Tenho uma frase que criei: se você pode sonhar, você pode realizar. Nunca desista dos seus sonhos”, completou a medalhista mais jovem da história do Brasil em Olimpíadas.