<
>

Olimpíadas: Rayssa Leal fica com a prata no skate street e é medalhista mais jovem da história do Brasil; japonesa garante ouro

play
Rayssa Leal se torna a brasileira mais jovem a conquistar uma medalha olímpica; veja o Top 10 (1:50)

No skate street feminino, a Fadinha, como é conhecida, conseguiu uma marca história para o esporte brasileiro (1:50)

Competição cheia de expectativas para o público brasileiro por ser esperança de medalha nas Olimpíadas, a final do skate street feminino terminou com mais uma medalha de prata para o Brasil, de Rayssa Leal. A japonesa Momiji Nishiya ficou com o ouro.

Clique aqui para ver o Quadro de Medalhas das Olimpíadas atualizado e siga os Jogos de Tóquio em TEMPO REAL!

Representante brasileira na decisão, a ‘fadinha’ Rayssa Leal começou bem, com o segundo lugar nas voltas, se destacou nas manobras e terminou em segundo com 14.64, se tornando a medalhista mais jovem do Brasil.

Na quinta colocação do ranking mundial e também com 13 anos, Momiji Nishiya conseguiu boas sequências de manobras e garantiu o ouro com média 15.26. O pódio foi fechada também com a japonesa Funa Nakayama, com o bronze.

Número três do mundo, a japonesa Aori Nishimura foi uma das decepções na grande final. Sentindo dores por conta de uma queda sofrida nos treinamentos, a skatista acabou ficando em último.

As outras brasileiras, Pamela Rosa e Leticia Bufoni, tiveram problemas nas preliminares e acabaram não se qualificando para a decisão. No caso de Pamela, a skatista entrou na pista com o tornozelo lesionado.

Ao longo da competição, cada skatista tem duas voltas de 45 segundos e, depois, mais cinco manobras, totalizando sete notas. As quatro maiores notas são validadas para a média final.

No primeiro dia, Kelvin Hoefler ficou com medalha de prata, a primeira do Brasil nestes Jogos Olímpicos, na mesma modalidade.