<
>

Olimpíada: Brasil e Holanda empatam em 3 a 3 no futebol feminino e ficam perto de vaga no mata-mata

Brasil e Holanda empataram neste sábado (24) em uma das partidas mais aguardadas da fase de grupos dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Jogando no Estádio de Miyagi, as seleções ficaram no 3 a 3 em um confronto eletrizante pelo grupo F do futebol feminino.

Os gols brasileiros foram marcados por Debinha, Marta e Ludmila. As holandesas foram às redes com Miedema, duas vezes, e Janssen.

Clique aqui para ver o Quadro de Medalhas das Olimpíadas atualizado e siga os Jogos de Tóquio em TEMPO REAL!

A partida entre duas das favoritas ao ouro olímpico começou como era esperado: intenso.

Em jogada trabalhada pelo lado direito, a artilheira Vivianne Miedema recebeu, girou na frente da Érika e bateu forte, sem chances de defesa para Bárbara.

O gol logo no começo acordou o time brasileiro, que partiu para o ataque. E poderia ter chance de deixar o placar igual logo em seguida, quando foi marcado toque de mão na defesa rival. Mas após revisar com o auxílio do VAR, a árbitra Kate Jacewicz voltou atrás na decisão.

Pressionando, o Brasil conseguiu empatar a partida aos 15 minutos. Em jogada da verdadeira camisa 9, Debinha mostrou oportunismo na entrada da área para brigar pela bola com Van der Gragt e bater forte para estufar as redes.

Mas se engana quem pensa que a igualdade no placar esfriou o ímpeto do time brasileiro, que seguiu pressionando as holandesas em

A virada quase aconteceu na reta final do primeiro tempo.

Mesmo com as mudanças ofensivas de Pia Sundhage, o Brasil voltou mal após o intervalo. Com mais posse de bola, as holandesas conseguiram controlar mais a partida e levar perigo nas ações ofensivas.

E isso acabou resultando no segundo gol das europeias, novamente com Miedema. A camisa 9 se posicionou bem e recebeu bola aérea nas costas de Tamires. A holandesa subiu mais e cabeceou forte, contando ainda com uma falha da goleira Bárbara, que não conseguiu desviar.

Mas se entregar não é uma caraterística da equipe brasileira.

Aposta de Pia para o segundo tempo, Ludmila arrancou em velocidade e foi derrubada por Van der Gragt na área. Pênalti. Na cobrança, Marta bateu com categoria e deixou tudo igual no placar aos 18 minutos. Este foi o 13° gol da capitã do Brasil em Jogos Olímpicos.

A atacante do Atlético de Madrid ainda aproveitou o bom momento para virar. Após pressionar a defesa holandesa, Nouwen errou na antecipação e entregou a bola para Ludmila, que driblou Van Veendendaal e bateu forte para o fundo do gol.

Uma das grandes forças da Olimpíada em Tóquio, a Holanda ainda conseguiu chegar à igualdade aos 33, após Dominique Janssen cobrar falta com extrema categoria, no ângulo de Bárbara.

Situação no campeonato

Com o empate na partida, Brasil e Holanda dividem a liderança do grupo F, com 4 pontos cada, mas as europeias levam vantagem no desempate pelo saldo de gols.

China e Zâmbia dividem a lanterna da chave, ambas com 1 ponto em dois jogos.

A Melhor: Ludmila

Aposta de Pia Sundhage para o segundo tempo, a atacante do Atlético de Madrid sofreu o pênalti convertido por Marta e ainda marcou um gol na partida diante da Holanda.

Foi mal: Érika

Um dos pilares da experiência da equipe, a zagueira acabou se precipitando ao tentar o bote contra Miedema logo na primeira investida holandesa e viu as adversárias abrirem o placar diante do Brasil aos 2 minutos de partida.

Próximos jogos

Após a partida deste sábado, o Brasil volta a campo na próxima terça-feira (27), quando fecha a fase de grupos no confronto diante da Zâmbia, às 8h30 (de Brasília), em Saitama.

A Holanda encara a China no mesmo dia e horário, no Estádio Internacional de Yokohama.

Ficha Técnica

HOLANDA 3 X 3 BRASIL

GOLS: Miedema (2) e Dominique Janssen para a Holanda; Marta, Debinha e Ludmila para o Brasil

HOLANDA: Van Veenendaal; Wilms, Van der Gragt, Nouwen e Janssen; Groenen, Roord e Van de Donk; Van de Sanden (Beerensteyn), Miedema, e Martens. TÉCNICA: Sarina Wiegman

BRASIL: Bárbara; Bruna Benites, Érika, Rafaelle e Tamires; Formiga (Angelina), Andressinha, Duda (Andressa Alves) e Marta (Geyse); Bia Zaneratto (Ludmila) e Debinha; TÉCNICA: Pia Sundhage