<
>

Jairzinho elogia Ciryl Gane, mas promete mostrar que pertence ao top-5 dos pesados

play
Brasileiros fazendo história, lendas se aposentando e muito mais: os grandes momentos do UFC em 2020 (2:43)

Movimentado ano ainda teve a criação da Ilha da Luta e muita provocação (2:43)

Não faz muito tempo que Jairzinho Rozenstruik deixou de ser promessa e se transformou em realidade no peso-pesado. Agora, o número quatro no ranking da categoria vai enfrentar Ciryl Gane no ‘main event’ do UFC Vegas 20, atração que acontece no próximo sábado (27), em Las Vegas (EUA), e, ao que parece, está super disposto a defender sua posição.

Em entrevista ao site ‘MMA Fighting’, Jairzinho elogiou a qualidade de Gane e informou que não se importa com o fato de parte dos fãs apontar o adversário como favorito para a luta. Inclusive, o atleta do Suriname ressaltou que essa é uma boa oportunidade de confirmar seu valor no peso-pesado.

Em 2019, ‘Bigi Boy’ foi protagonista de uma ascensão meteórica no UFC, ou seja, de lutador desconhecido, virou ameaça aos tops da categoria. Gane também causou impacto na organização e já passou a ocupar um lugar no top-10 da divisão. Como as trajetórias dos profissionais são parecidas, Jairzinho explicou que não faz sentido recusar enfrentar o francês.

“Gane tem muito hype, está em destaque e é por isso que essa luta faz sentido. Nos pesados, todo são perigosos, mas ele está fazendo um bom trabalho, tem um cartel impressionante. Ele merece essa chance, mas vai me enfrentar. Todos acham que ele tem uma boa chance aqui. Agora, é minha vez de provar que estão errados e colocá-lo no chão. É isso que faço. Isso não me incomoda. É uma luta e todos têm seus lutadores favoritos. Talvez, eles vejam algo nele que não viram em mim. Não acho que ele vai trocar comigo. Estou pronto para mostrar que mereço estar no topo. Esse lugar não foi dado, eu mereci”, declarou Jairzinho.

De fato, para ocupar a quarta posição no ranking do peso-pesado do UFC, Jairzinho Rozenstruik enfrentou importantes nomes do esporte e se saiu bem. Na organização desde 2019, ‘Bigi Boy’ já disputou seis lutas, venceu cinco, sendo todas por nocaute, e perdeu apenas uma vez na carreira. Seus triunfos mais importantes foram diante de Alistair Overeem e dos ex-campeões Andrei Arlovski e Júnior ‘Cigano’.