<
>

Uriah Hall planeja enfrentar um top 5 do UFC após confronto com Anderson Silva

play
Anderson Silva diz que não foi ele quem decidiu por despedida do UFC e afirma: 'Chance grande de seguir lutando' (1:35)

Spider falou com exclusividade ao ESPN.com.br e explicou que pode continuar lutando depois deste sábado (1:35)

Neste sábado (31), Anderson Silva enfrenta Uriah Hall na luta principal do UFC Vegas 12, em confronto válido pela categoria peso-médio (84 kg) da liga. Apesar do foco no confronto contra ‘Spider’, o jamaicano não deixa de planejar seus próximos passos, que incluem enfrentar alguém do topo do ranking da organização para depois conseguir uma disputa pelo título.

Em entrevista coletiva no media day do evento nessa quarta-feira (28), Hall afirmou que seu maior objetivo é enfrentar Israel Adesanya, atual campeão da categoria. Para isso, o lutador se mostrou disposto a enfrentar qualquer um que o UFC escolher, depois que ele passar por Anderson Silva. No entanto, o jamaicano afirmou que espera lutar com alguém das primeiras colocações do ranking.

“Depois disso, eu pretendo conseguir alguém no top 5. Qualquer um que esteja no top 5. Meu principal objetivo agora é lutar com o campeão, eu só quero o campeão. Mas do jeito que o UFC funciona, só Deus sabe o que vai acontecer. A única coisa que eu vou dizer é: eu vou ficar pronto. Uma vitória sobre o Anderson sempre vai ser uma coisa boa. Onde eles me colocarem, se alguém se machucar eu vou estar pronto. Se eles falarem: ‘ei, você precisa lutar com essa pessoa de novo’, eu ainda vou estar pronto. Se fizer sentido, eu faço. Se não, é claro que eu vou tentar lutar. Mas de novo, o objetivo é o mesmo: ser o campeão”, destacou o atleta.

Uriah ainda aproveitou a entrevista para demonstrar o seu descontentamento com a mídia. De acordo com o lutador, não há mais uma preocupação com os sentimentos das pessoas, apenas com a notícia. No entanto, o jamaicano reconhece que há um lado positivo com o sistema de entretenimento: a capacidade de chamar a atenção do público e trazer audiência para as lutas.

“Eu acho que entretenimento traz uma grande audiência. Tem o lado bom e o ruim. É bom porque vende a luta. Se você voltar no tempo e olhar para Muhammadi Ali, ele vendia a luta, fazia ‘trash talk’. Você queria vê-lo, era entretenimento, era engraçado, e ele ia lá e mostrava as habilidades, assim como Conor McGregor e Colby. Isso traz outras pessoas, fãs. O que eu não gosto disso é que muitas pessoas não entendem a dinâmica de certos lutadores que ficam grossos e exigentes. É o mesmo que as preliminares. Ninguém assiste as preliminares. Quem assiste as preliminares? A menos que você conheça alguém que esteja nelas”, declarou o lutador.

No MMA profissional desde 2005, Uriah Hall possui 15 triunfos e nove reveses na carreira. Atualmente, o lutador vive uma boa fase na franquia, com dois resultados positivos na sequência, sobre Bevon Lewis e Antônio ‘Cara de Sapato’, respectivamente.

Por sua vez, Anderson se prepara para disputar sua 46ª luta no MMA profissional. Em seu cartel, o brasileiro possui 34 vitórias, sendo 22 por nocaute, dez derrotas e um ‘no contest’. ‘Spider’ foi campeão do Ultimate de 2006 e 2013, quando defendeu seu cinturão com sucesso por dez vezes seguidas, um recorde na categoria.