<
>

McGregor faz ranking de melhores da história do MMA; veja suas explicações e a 'polêmica' no topo

play
O dia em que Dana White resolveu invadir programa com repórter da ESPN no UFC (0:12)

Presidente do UFC viu de perto a entrevista comandada por Laura Sanko (0:12)

Conor McGregor usou suas redes sociais para eleger os maiores da história do MMA. O sempre falastrão irlandês, claro, se colocou no ranking, mas não no primeiro lugar, que, segundo ele, pertence ao brasileiro Anderson Silva.

Há uma controvérsia, porém: o ex-campeão dos leves e dos penas do UFC afirmou que, assim que se aposentar, é dono do topo, o que só não tem hoje justamente por ainda estar na ativa.

McGregor é bastante elogioso a Anderson, no entanto, reconhecendo que o ex-dono do título dos médios (e ele também) tem os desfechos de lutas mais “importantes e empolgantes do esporte”.

Abaixo de Anderson e de si próprio, McGregor colocou Georges St-Pierre no terceiro lugar, mas “longe” dos dois primeiros, e Jon Jones em quarto, mas “talvez empatado” com o canadense que foi campeão dos meio-médios por muitos anos.

Veja abaixo, na íntegra, as explicações de McGregor:

"Pelas finalizações, em duas categorias, com status de campeão nº 1, Anderson Silva é o maior de todos os tempos no MMA. Minhas finalizações, em três divisões, com o status de campeão nº 2, eu sou o segundo. Se não empatado em 1º. Como ainda estou na ativa, o topo está totalmente assegurado no fim da minha carreira. E fácil.

Georges St-Pierre é o número 3. Muito menos finalizações, mas tem status de campeão em 2. Ele está longe, porém. Motivos: deixou sua categoria depois de muito dano, em decisão questionável. Nunca reengajou os sucessores. Negou a luta com Anderson. Só subiu de divisão quando um caolho (Michael Bisping) apareceu. Jogou com segurança.

Jon Jones é o quarto. Talvez empatado em terceiro. Mais finalizações que o 3º e ainda ativo, mas status de campeão nº 1. Razões: várias performances abaixo da média que acabaram em decisão + vitórias com decisões questionáveis. Tentando ir para os pesos pesados com uma jogada segura/evitando o campeão.

Eu não mencionei os resultados de doping para vários casos, ainda que isso me faça o atual número 1 como o maior de todos os tempos no MMA, apesar de ainda na ativa. Apesar de envergonhar, além de colocar todas as sequências + finalizações em completa dúvida, assustei vários viciados. Um verdadeiro melhor de todos os tempos tem de fazer tudo isso. Esclarecendo Anderson Silva mais cedo como número 1. Teve as finalizações de maior estilo. Chutes frontais na cara. Cotovelada (fora do UFC). Joelhadas de muai thai que quebraram ossos da cara. Longa lista de finalizações de cair o queixo. Eu e Anderson temos o maior número de finalizações importantes e empolgantes no esporte.

play
0:12

O dia em que Dana White resolveu invadir programa com repórter da ESPN no UFC

Presidente do UFC viu de perto a entrevista comandada por Laura Sanko

E eu estou só aquecendo.

E uma mais sobre a decisão entre Georges e Jon que vai esclarecer por que originalmente dei o terceiro lugar para Georges e Jon em quarto, talvez empatado em terceiro. Vários oponentes de Jon foram oponentes de Anderson, mas os desfechos não foram iguais, mesmo sem a vantagem de peso sobre Anderson para isso."