<
>

Devido ao coronavírus, Sakai adapta treinos, mas teme por futuro do UFC São Paulo

Por conta da pandemia de coronavírus pelo mundo, o futuro do UFC está em xeque a ponto de seus próximos eventos terem sido cancelados. Após o card de Brasília, no último sábado (14), o Brasil é esperado para receber mais uma edição nos próximos meses – em São Paulo, no dia 9 de maio. E o peso-pesado Augusto Sakai, que está escalado para esse show, revelou que precisou fazer umas adaptações ao seu camp para seguir se preparando para o combate, apesar da indefinição que paira sobre a realização.

Em entrevista à Ag.Fight, o peso-pesado adiantou que entrou em acordo para conseguir treinar sozinho em uma academia, visando sua disputa contra Blagoy Ivanov, mesmo com a cabeça dividida entre o foco do confronto e o temor de ter seu compromisso cancelado pela franquia. Quando não puder realizar essas atividades, já arrumou um outro espaço para não ficar parado.

“O treino quando for em academia será fechado, e quando não der para ser, vamos na casa de um treinador meu que tem um espaço legal, com vários equipamentos que podemos fazer a parte física e de luta também. Só vai estar comigo quem puder me ajudar no camp mesmo. Essas são as adaptações. Enquanto não cancelarem o evento seguimos treinando e nos adaptando”, revelou o lutador, que está no Ultimate desde 2018.

O medo de contaminação pelo coronavírus é algo comum na maioria da população pelo mundo e, dessa maneira, boa parte dela segue à risca recomendações para evitar o contagio e com Sakai não é diferente. Entretanto, próprio admitiu que, mesmo antes dessa pandemia, sempre teve cuidado com a higiene nos seus treinos por receio a alguma infecção.

“Estamos tomando um pouco mais de cuidado. Eu, particularmente, sempre tomei mais cuidado. Sempre carreguei álcool na mochila, principalmente pelas bactérias que dão nos tatames. Sempre tivesse cuidado”, revelou o lutador, antes de emendar que o Ultimate ainda não falou com os lutadores sobre a continuidade ou não do evento da capital paulista.

“O UFC não falou nada, não cancelou nada. Está tudo mantido até onde sabemos, por isso mantenho o treino e o foco para o dia 9 de maio. Mas tenho consciência que o problema é grave e, caso a situação piore, o evento será cancelado. Mas acreditamos que tudo vai melhorar”, finalizou.

Com 28 anos, Augusto Sakai possui 14 vitórias, uma derrota e um empate em seu cartel. Apesar de jovem, o peso-pesado conta com a experiência adquirida na longa passagem pelo Bellator, antes de assinar com o UFC. O lutador está sem se apresentar no octógono mais famoso do mundo desde setembro deste ano, quando nocauteou Marcin Tybura.