<
>

Polícia encontra indícios de que enteada desaparecida de Walt Harris, lutador do UFC, foi vítima de crime

Há mais de uma semana, foi relatado o desaparecimento de Aniah Blanchard, de 19 anos, enteada do lutador do UFC Walt Harris. Com praticamente oito dias de buscas, a polícia de Auburn (Alabama), agora confirmou que acredita que ela foi vítima de um crime e as investigações continuam a todo vapor para desvendarem este caso.

Segundo informações do site MMA Fighting, a enteada de Walt desapareceu na última quarta-feira, 23 de outubro, pouco depois das 23h30. Segundo a polícia local, Aniah conversou com um amigo na mesma noite do desaparecimento, além de ser vista em uma loja de conveniência, seguindo imagens da câmera do estabelecimento. A polícia também conseguiu recuperar um carro em que Blanchard teria sido vista pela última vez. O veículo estava com danos no lado direito, o que não estava presente da última vez quando ela estava nele.

Com mais de uma semana de caso, a Polícia de Auburn soltou um comunicado para dar mais detalhes da investigação, afirmando que, após perícia em seu carro, acredita que Aniah foi ferida e vítima de algum ataque.

“A Divisão de Polícia de Auburn continua investigando o desaparecimento de Aniah Haley Blanchard, que foi relatada como desaparecida por sua família no dia 24 de outubro de 2019. Nesses esforços, a Polícia de Auburn e Montgomery, bem como nove outras agências policiais locais, estaduais e federais que trabalham no caso, estão operando como uma força-tarefa. As evidências de dentro do veículo de Aniah Blanchard, recuperadas em Montgomery, foram examinadas pelo Departamento de Ciências Forenses do Alabama e agora determinaram que ela foi ferida e é considerada vítima de um crime. A Divisão de Polícia de Auburn e o Departamento de Polícia de Montgomery ainda está solicitando assistência ao público sobre qualquer informação sobre a localização de Aniah e seu veículo entre quarta-feira, 23 de outubro de 2019 e hoje (ontem)”.

A repercussão do caso ganhou proporções grandes, quando Harris fez um apelo público para tentarem ajudá-lo a achar sua enteada. O governador do Alabama, Kay Ivey, ofereceu uma recompensa de US$ 5 mil (cerca de R$ 20 mil) por informações que levariam à prisão e condenação dos envolvidos com o desaparecimento de Blanchard. Além dele, o presidente do UFC, Dana White, também se prontificou a dar uma quantia para quem ajudasse no caso e ofereceu US$ 25 mil (aproximadamente R$100 mil), mesmo valor disponibilizado por Ali Abdelaziz, empresário de diversos lutadores de MMA.

Com essa situação, de acordo com o MMA Junkie, Walt Harris saiu do combate que teria contra Alistair Overeem, na luta principal do UFC Washington, que vai acontecer no dia 7 de dezembro. O Ultimate ainda não confirmou oficialmente a informação.