<
>

Israel Adesanya recebe suspensão médica leve, enquanto Al Iaquinta pega 180 dias 'de molho'

Israel Adesanya foi o grande vitorioso do UFC Austrália, realizado no último sábado (5). O nigeriano unificou o cinturão do peso-médio (84 kg) e saiu sem dano algum do combate contra Robert Whittaker. A prova aconteceu com a divulgação das suspensões médicas, que deu o tempo de apenas sete dias de repouso para o nigeriano, segundo o órgão regulamentador do Ultimate no estado de Victoria (AUS), divulgado pelo site MMA Fighting.

Já Robert Whittaker, que foi nocauteado por Adesanya, vai ficar mais tempo de molho e só deve voltar a pisar no octógono do Ultimate em 2020. O australiano recebeu a suspensão de 60 dias, sendo 45 sem contato físico.

O principal prejudicado do evento é Al Iaquinta. Além de ser derrotado por Dan Hooker, por decisão dos jurados, o americano levou 180 dias de suspensão. O lutador vai passar por alguns exames por lesões no joelho e no pé.

Bruno ‘Bulldoguinho’ e Dhiego Lima foram os brasileiros que estiveram presentes no show e vão ter suspensões bem distintas. O primeiro, que foi finalizado por Khalid Taha, recebeu o gancho de 45 dias, sendo 30 sem contato físico. Já o segundo, que saiu com o triunfo diante de Luke Jumeau, por decisão dividida, terá sete dias de descanso.