<
>

Roy Jones Jr. se rende à atuação de Anderson Silva no boxe e sugere duelo: 'Fique pronto'

play
Anderson Silva domina Caveira, mas após oito rounds, luta termina em empate; VEJA como foi (0:44)

Por falta de juízes, confronto não teve vencedor (0:44)

Ex-pugilista de 53 anos admitiu que está 'impressionado' com desempenho do brasileiro nos ringues


Um dos grandes astros do boxe, Roy Jones Jr. segue atento ao que acontece no esporte. Logo, o americano acompanha as aventuras de Anderson Silva na nobre arte. No último sábado (21), em Abu Dhabi (EAU), o ex-campeão do UFC fez um duelo nos ringues de caráter amigável com Bruno ‘Caveira’ e até chegou a aplicar ‘knockdown’ no oponente bem mais novo. Após a performance de ‘Spider’, ‘RJ’ lhe parabenizou.

Em suas redes sociais, Roy Jones Jr. admitiu que Anderson Silva o impressionou e não só pela atuação contra Bruno. Anteriormente, o brasileiro superou Julio César Chávez Jr., ex-campeão de boxe, em pleno México, e brilhou ao nocautear Tito Ortiz em pouco mais de um minuto de luta.

Sendo assim, um encontro de ‘Spider’ com o americano nos ringues passa a ser possível. Vale lembrar que, quando integrava o UFC, Anderson Silva desafiava Roy Jones Jr. de forma constante, porque, de acordo com o próprio, essa sempre foi a luta dos seus sonhos. Agora, o ícone do MMA tem motivo de sobra para comemorar, já que está em alta no boxe e com a estrela dele, que não descarta retornar à ação, mesmo aos 53 anos.

“Eu te vejo Anderson. Estou impressionado, então não vou dormir sobre você. Só por precaução. Fique pronto para que eu não precise me preparar. Mas bom trabalho. Parabéns”, escreveu o ícone da nobre arte em sua conta oficial no ‘Instagram’.

Anderson Silva, de 47 anos, é um dos lutadores mais celebrados dos esportes de combate. Em seu auge no MMA, o brasileiro marcou época no UFC. ‘Spider’ conquistou o título do peso-médio logo após sua estreia na companhia e o defendeu dez vezes.

Não à toa, o veterano é considerado por parte da comunidade das artes marciais mistas o maior nome da história da modalidade. Seus principais triunfos foram diante de Chael Sonnen (duas vezes), Dan Henderson, Demian Maia, Derek Brunson, Forrest Griffin, Nate Marquardt, Rich Franklin (duas vezes), Stephan Bonnar, Thales Leites, Vitor Belfort e Yushin Okami.