<
>

UFC: Demian Maia busca luta de despedida: 'É a minha casa'

play
UFC: Americano acerta cotovelada SURREAL e vence sérvio de forma INACREDITÁVEL; VEJA (1:42)

Evento do UFC aconteceu em Las Vegas neste sábado (21) (1:42)

Aos 44 anos de idade, brasileiro busca um novo desafio no mundo das lutas


Demian Maia atuou pela última vez no MMA em junho de 2021, no estadao do Arizona (EUA), e como seu contrato com o UFC chegou ao fim, deixou a organização. Contudo, o brasileiro deixa claro que a disputa com Belal Muhammad, seu útimo algoz, não deve ser classificado como sua despedida oficial do esporte.

Em entrevista ao programa ‘Morning Kombat’, o especialista em jiu-jitsu informou que, aos 44 anos, não se aposentou do MMA. Como ainda mantém a rotina de treinamentos, Demian pede para o UFC recontratá-lo para se despedir de forma definitiva do esporte em seus próprios termos. Atualmente, o brasileiro é um agente livre, ou seja, pode assinar com qualquer organização de artes marciais mistas. Contudo, o paulista deixa claro que companhias como Bellator, PFL, ONE Championship, entre outras não lhe interessam, já que possui gratidão pelo que o Ultimate representa em sua carreira.

“Não, não estou oficialmente aposentado. Quero fazer mais uma luta no UFC. Não quero lutar em nenhum outro evento, porque o UFC é a minha casa. Tem sido a minha casa nos últimos 15 anos. Então, se eu tiver outra chance, faria mais uma luta lá. Ainda treino MMA. Ainda estou fazendo boxe, com quedas e esse tipo de coisa, então mantenho isso afiado se precisar fazer mais uma luta. Mas, ao mesmo tempo, estou muito focado no jiu-jitsu esportivo novamente, porque quero competir mais nesse tipo de regras”, declarou o veterano.

Demian Maia é um dos grandes representantes brasileiros na história do MMA. Pelo UFC, o profissional estreou em 2007, venceu 22 lutas e perdeu 11 vezes. O veterano foi desafiante ao título dos meio-médios (77 kg) e do peso-médio (84 kg) da companhia e seus principais triunfos foram sobre Ben Askren, Carlos Condit, Chael Sonnen, Dong Hyun Kim, Gunnar Nelson, Jon Fitch, Jorge Masvidal, Matt Brown e Neil Magny.