<
>

Claudinho assume liderança da Bola de Ouro e pode fazer o que nenhum jogador conseguiu na história do prêmio; Yuri Alberto leva nota 10

play
Agora líder do Bola de Ouro, Claudinho elege principal característica e revela maiores inspirações (0:49)

Meia do Bragantino assumiu a liderança na disputa pelo prêmio de melhor do Brasileirãp (0:49)

Grande nome do Red Bull Bragantino na temporada 2020, o meia Claudinho, de 23 anos, assumiu a liderança no 51º Prêmio ESPN Bola de Prata Sportingbet, tornando-se o novo Bola de Ouro, no lugar do santista Marinho.

Autor de 4 gols nas últimas duas rodadas, Claudinho é agora o vice-artilheiro da competição, um gol atrás de Thiago Galhardo, do Internacional. Líder também do prêmio revelação, Claudinho pode vir a ser o jogador mais premiado a história do Bola de Prata, com 4 troféus (Bola de Ouro, Bola de Prata, Artilheiro e Revelação).

Depois dessa 31ª rodada do Brasileirão, a seleção do Bola de Prata teve quatro mudanças. A primeira delas no gol, onde Weverton assumiu a liderança. Vencedor em 2018, o goleiro do Palmeiras superou Tiago Volpi, do São Paulo, que caiu para o 3º lugar após levar 5 gols do Inter. Santos, do Athletico-PR é agora o 2º colocado.

Entre os meias, Vina, do Ceará, volta à seleção após 6 rodadas, agora no lugar do flamenguista Arrascaeta. Líder em assistências no Brasileirão, Vina marcou 2 gols e deu 2 assistências na vitória do Ceará por 4 a 0 sobre o Goiás nessa última rodada. No Brasileirão, o meia tem agora 11 gols, sendo um dos líderes em participações de gols na competição.

Entre os atacantes, Thiago Galhardo, artilheiro do Brasileirão, não atuou na vitória do Colorado sobre o São Paulo, mas voltou à seleção do Bola de Prata já que Luciano, do São Paulo, viu sua média diminuir após a derrota.

Já o técnico Abel Braga, que venceu os últimos 7 jogos seguidos e levou o Internacional de volta à liderança do Brasileirão, entrou para a seleção do Bola de Prata. Entre os treinadores, ele está à frente agora de Abel Ferreira (Palmeiras), Sampaoli (Atlético-MG), Diniz (São Paulo) e Ceni (Flamengo).

Ao final dessa 31ª rodada, a seleção do Bola de Prata ficou assim: Weverton (Palmeiras), Isla (Flamengo), Gustavo Gómez (Palmeiras), Junior Alonso (Atlético-MG) e Guilherme Arana (Atlético-MG); Gerson (Flamengo), Edenílson (Internacional), Claudinho (Red Bull Bragantino) e Vina (Ceará); Marinho (Santos) e Thiago Galhardo (Internacional). Técnico: Abel Braga (Internacional)

Yuri Alberto é o 2º receber a nota 10 em 2020

Autor de 3 gols e uma assistência na goleada do Internacional sobre o São Paulo por 5 a 1, no Morumbi, o atacante Yuri Alberto recebeu a nota 10 dos jornalistas da ESPN Brasil e fechou a 31ª rodada como o maior pontuador.

O jovem atacante do Colorado foi o segundo a receber a nota 10 nesse Brasileirão, depois de Tiago Volpi, do São Paulo, na 19ª, quando o tricolor venceu o Flamengo por 4 x 1 no Maracanã e ele defendeu dois pênaltis e deu uma assistência. Com 8,79 pontos, Yuri Alberto teve a segunda maior pontuação no Bola de Prata 2020, atrás também de Tigao Volpi (9,11).

Antes de Volpi e Yuri Alberto, levaram nota 10 no prêmio na era dos pontos corridos o goleiro Rogério Ceni, pelo São Paulo, em 2006, quando marcou dois gols e defendeu um pênalti no empate contra o Cruzeiro (2 x 2), no Mineirão, na 18ª rodada; o atacante Neymar, pelo Santos, na 34ª rodada de 2012, na goleada por 4 x 0 sobre o Cruzeiro no Independência, quando fez três gols, deu uma assistência e saiu aplaudido; e o meia Arrascaeta, pelo Flamengo, em 2019, quando marcou 3 gols, deu duas assistências e ainda participou de um gol na vitória por 6 x 1 sobre o Goiás no Maracanã.

A seleção da 31ª rodada do Bola de Prata ficou assim: Felipe Alves (Fortaleza), Dudu (Atlético-GO), Víctor Cuesta (Internacional), Léo Ortiz (RB Bragantino) e Moisés (Internacional); Rodrigo Dourado (Internacional), Juninho (Fortaleza), Claudinho (RB Bragantino) e Vina (Ceará); Yuri Alberto (Internacional) e Artur (RB Bragantino). Técnico: Abel Braga (Internacional)

Prêmio revelação do Brasileirão 2020

A partir dessa 30ª rodada, a ESPN Brasil passa a divulgar o top-5 do Prêmio de Revelação do 51º prêmio ESPN Bola de Prata Sportingbet. Concorrem ao prêmio os jogadores com idade olímpica (até 23 anos em dezembro) e que estejam aptos a levar a Bola de Prata pela primeira vez na carreira, com o mínimo de jogos (19) no Brasileirão 2020. Após a 36ª rodada do campeonato, abriremos no site uma votação com os 3 jogadores com mais pontos. O atleta mais votado levará o prêmio.

play
1:24

Claudinho, do Bragantino, elege seu principal concorrente na disputa pela Bola de Ouro

Meia vem sendo um dos grandes destaques do Brasileirão e assumiu a liderança na disputa pelo prêmio de melhor do torneio

Desde 2017, o prêmio conta com a pontuação composta por 40% de estatísticas (o Algoritmo DataESPN) + 60% das notas dos jornalistas.

Seleção Prêmio ESPN Bola de Prata Sportingbet 2020 após a 29ª rodada: