<
>

Copa Africana das Nações: Senegal bate Guiné Equatorial e enfrentará Burkina Faso na semifinal

play
Super Bowl é logo alí! Domingo é dia de finais de Conferência da NFL; dê um F5 no Star+ e saiba tudo sobre as partidas (1:34)

Bengals, uma das surpresas da temporada, enfrentam os Chiefs de Mahomes, enquanto os Rams esperam reverter a sorte contra os 49ers (1:34)

Senegal conseguiu importante vitória por 3 a 1 e vai às semifinais da Copa Africana das Nações


A seleção de Senegal está nas semifinais. Liderada por Sadio Mané, do Liverpool, os senegaleses fizeram 3 a 1 em Guiné Equatorial, neste domingo (30) e enfrentarão Burkina Faso em busca de uma vaga na grande final da Copa Africana das Nações.

Favorita no confronto, Senegal começou a partida dominando e dando a tônica de como seria. Com muito trabalho pelo meio, os senegaleses criavam as principais chances do primeiro tempo e logo abriram o marcador, dando a entender que o duelo seria fácil.

Logo aos 28 minutos, Diedhiou foi servido por Sadio Mané, craque do Liverpool, e marcou para os senegaleses que, a partir daí, empilharam pelo menos duas grandes chances de matarem o duelo logo no primeiro tempo. Guiné Equatorial se defendia como podia e tentava ao menos respirar fundo e levar a desvantagem mínima para o intervalo.

No segundo tempo, a partida virou, e Guiné passou a dominar melhor as ações. Com maior posse de bola e chegadas perigosas ao ataque, veio o empate. Buyla recebeu dentro da área e encheu o pé, sem chances para o goleiro Mendy, do Chelsea.

Justamente quando Guiné Equatorial era melhor na partida, uma bobagem da defesa praticamente deu o segundo gol aos senegaleses. Após cruzamento para a área, no bate-rebate, dois atletas de Guiné trombaram e deixaram a bola limpa para Kouyate se antecipar ao goleiro e tocar para o fundo das redes.

Com as linhas baixas após o segundo gol, Senegal apostou no contra-ataque, enquanto Guiné tentava vencer o cansaço e encontrar espaços. Mané passou a ser acionado ainda mais pelo lado esquerdo para segurar a bola e tentar liderar os novos ataques de Senegal.

De pé em pé, os senegaleses mataram o confronto. Lançado pelo lado esquerdo, Ciss entrou sozinho na grande área e rolou para Sarr bater e fazer 3 a 1 para Senegal. A partir daí, foi só Senegal esperar o tempo passar para garantir vaga na semifinal.