<
>

Com Lewandowski e Messi, Fifa e Bola de Ouro 'discordam' de melhor mundo pela primeira vez desde 2004; relembre casos

Depois de perder a Bola de Ouro, Lewandowski foi eleito melhor do mundo pela Fifa nesta segunda-feira (17)


Robert Lewandowski é o melhor do mundo da Fifa. Nesta segunda-feira (17), o polonês do Bayern de Munique repetiu o feito de 2020 e ficou com o prêmio na cerimônia do The Best.

Na premiação, o centroavante desbancou Mohamed Salah, do Liverpool, e Lionel Messi, do PSG. O prêmio ainda foi uma ‘revanche’ sobre o argentino após a derrota na Bola de Ouro da revistaFrance Football.

Esta, inclusive, foi a primeira vez desde 2004 que as duas premiações não coincidiram na escolha do melhor do mundo. Na ocasião, a revista francesa premiou Shevchenko, enquanto a Fifa escolheu Ronaldinho Gaúcho.

Esta foi a oitava vez desde que a Fifa criou o prêmio de melhor do mundo em 1991 que as duas eleições não coincidiram nos resultados.

Vale ressaltar que, entre 2011 e 2015, as duas premiações foram unificadas pelas duas entidades. Em 2016, após a separação, a Fifa passou a adotar um critério diferente da revista, premiando o melhor jogador no período das temporadas europeias.

Veja todos os vencedores diferentes da Bola de Ouro e da Fifa:

1991 – Papin (Bola de Ouro) e Matthaus (Fifa)

1994 – Stoichkov (Bola de Ouro) e Romário (Fifa)

1996 – Sammer (Bola de Ouro) e Ronaldo (Fifa)

2000 – Figo (Bola de Ouro) e Zidane (Fifa)

2001 – Owen (Bola de Ouro) e Figo (Fifa)

2003 – Nedved (Bola de Ouro) e Zidane (Fifa)

2004 – Shevchenko (Bola de Ouro) e Ronaldinho (Fifa)

2021 – Messi (Bola de Ouro) e Lewandowski (Fifa)