<
>

Saída de Coutinho aumenta lista de fracassos entre mais caros da história do Barcelona; veja os nomes

Além do brasileiro, outros nomes que custaram muito aos cofres culés não passaram perto de render o esperado


O Barcelona encara o Granada neste sábado (8), às 14h30, em partida com transmissão pela ESPN no Star+. Para o confronto válido pela 20ª rodada de LaLiga, no entanto, a equipe catalã não contará com Philippe Coutinho, anunciado como reforço do Aston Villa na última sexta (7).

E o brasileiro faz parte da lista dos mais caros da história do clube do Camp Nou que não renderam o esperado. Além dele, mais um brasileiro faz parte do seleto grupo. E o ESPN.com.br traz o ranking.

Philippe Coutinho

Mais caro da história do Barcelona, Coutinho jamais rendeu o que se esperava quando foi contratado com muita expectativa do Liverpool. Ao longo de duas passagens, conviveu com altos e baixos e sofreu com lesões.

Depois de 106 jogos e 26 gols, foi emprestado ao Aston Villa até o final da atual temporada sem opção de compra obrigatória. De acordo com o Sport, os ingleses terão de desembolsar 40 milhões de euros (R$ 256 milhões) para ficarem com o meia em definitivo.

Ousmane Dembélé

Da lista, o atacante é o único que ainda faz parte do elenco atual do Barcelona. No entanto, assim como Coutinho, é assombrado pelas lesões.

Vindo do Borussia Dortmund para suprir a venda de Neymar ao Paris Saint-Germain, o francês custou cerca de R$ 392 milhões. Até o momento, em cinco temporadas, foram 127 jogos e 31 gols.

O extracampo de Dembélé tem chamado atenção a ponto de um ex-cozinheiro do jogador detonar seu estilo de vida.

Pjanic

Apenas 30 jogos em pouco mais de uma temporada pelo Barcelona. Essa foi a passagem de Pjanic pelo clube. O jogador chegou à Catalunha para repor a ida de Arthur à Juventus.

Oitava contratação mais cara do clube culé, Pjanic custou aos cofres do Barça R$ 367 milhões e teve uma cláusula de 400 milhões de euros, cerca de R$ 2 bilhões e 448 milhões à época, inserida no contrato.

Na saída para o Besiktas, na atual temporada, o sérvio detonou Ronald Koeman, ex-técnico do Barcelona e desafeto do jogador.

Griezmann

Ao lado de Philippe Coutinho, talvez a grande decepção do Barcelona. Em julho de 2019, após muita novela, o Barça pagou 120 milhões, cerca de R$ 505 milhões na época, para ter o destaque do Atlético de Madrid.

No entanto, após um pouco mais de duas temporadas, o destaque da França no título da Copa do Mundo em 2018 jamais conseguiu repetir o futebol que teve na equipe de Diego Simeone.

Nos últimos instantes da janela de transferências de verão de 2021, os Colchoneros fecharam acordo por empréstimo com o Barcelona e repatriaram o atacante canhoto.

O acordo entre os clubes prevê o valor de 40 milhões de euros (R$ 256 milhões de euros na cotação atual da moeda) para o Atlético ficar com o jogador, deixando o Barça com um prejuízo de R$ 249 milhões.

Malcom

Fechando a lista dos 'fracassos', mais um brasileiro. Após se destacar no Bordeaux, Malcom rumou ao Barcelona após os espanhóis atravessarem a negociação dos franceses com a Roma.

O atacante revelado pelo Corinthians custou R$ 179 milhões aos cofres culés, se tornando o 10º mais caro da história do Barça.

No entanto, após uma temporada, 24 jogos, apenas 11 como titular, e quatro gols, surpreendeu ao trocar o Barcelona pelo Zenit. A negociação girou em torno de R$ 167,7 milhões.


Além das decepções listadas dos 10 mais caros da história do Barcelona, completam a sequência dos mais valiosos Neymar, em , Frenkie de Jong, em , Luis Suárez, em , Zlatan Ibrahimovic, em , e o recém-chegado Ferrán Torres, em .