<
>

Flamengo: de Jesus a Sampaoli, veja qual a situação dos técnicos ventilados no clube para 2022

Rubro-Negro segue com o cargo de treinador vago. Desde a saída de Renato Gaúcho, muitos nomes já foram ventilados na equipe carioca


Após uma temporada sem as conquistas dos títulos esperados, principalmente pelo seu torcedor, o Flamengo mira o planejamento para 2022, e entre as prioridades está a chegada de num novo treinador. O cargo está vago desde a demissão de Renato Gaúcho, que deixou o clube após o vice-campeonato na Conmebol Libertadores 2021 para o Palmeiras.

Até o momento, alguns nomes foram ventilados para ocupar o cargo, e todos eles de técnicos estrangeiros. A situação de cada um deles, porém, é diferente. Marcelo Gallardo, por exemplo, nome que havia ganhado força nas últimas semanas, já definiu o seu futuro e permanecerá no River Plate.

O ESPN.com.br lista abaixo os principais nomes de treinadores ventilados no Rubro-Negro nas últimas semanas e explica como está a situação de cada um deles.

  • Jorge Jesus

Muito querido pela torcida rubro-negra até os dias de hoje por conta dos muitos títulos que conquistou entre 2019 a 2020, o técnico de 67 anos tem contrato com o Benfica até 30 de junho de 2022. E pelo que deu a entender, JJ pretende cumprir o seu vínculo com o clube português até o final.

"O meu foco é só no Benfica. Eu voltei ao Benfica também, voltei passados 8 anos, foi um clube que me fez feliz por 6 anos, e voltei porque os torcedores quiseram que eu voltasse, e agora é o inverso, mas isso faz parte. Seria pior se os torcedores, onde eu tenho trabalhado, não gostassem do trabalho que realizei. O trabalho que realizei durante 14 meses [no Flamengo] foi um trabalho que vai ficar marcado para sempre na história do meu currículo, e agora tenho que me concentrar é no Benfica, no meu contrato que acaba em junho, sei que é importante para mim, e o meu foco é no Benfica", disse, em declarações à "TNT Sports" no dia 8 de dezembro.

Jesus vivia uma enorme pressão de resultados até a última semana, mas a classificação para as oitavas de final da Champions League trouxe um pouco de alívio. No Campeonato Português, porém, o Benfica é apenas o 3º colocado, quatro pontos atrás de Porto (1º) e Sporting (2º).

  • Marcelo Gallardo

Também no dia 8 de dezembro, Muñeco anunciou em coletiva de imprensa a renovação do seu contrato com o River Plate por mais um ano. A decisão frustrou os planos do Flamengo, que precisou cortar o argentino de sua lista entre os elegíveis para treinador.

Gallardo está no comando do River desde 2014 e, desde então, já conquistou praticamente tudo o que é possível sob o comando da equipe de Buenos Aires. Conmebol Libertadores, Copa Sul-Americana, Campeonato Argentino...uma infinidade de títulos.

  • Carlos Carvalhal

O técnico português de 56 anos tem contrato com o Braga até o final da atual temporada europeia. Ele deixou o seu futuro nas mãos do presidente do clube português, António Salvador. E, segundo informações do jornal português "A Bola", o dirigente só aceitaria liberá-lo antes do término do vínculo mediante o pagamento de uma compensação financeira.

Ainda de acordo com o veículo, a multa rescisória de Carvalhal no Braga é de 10 milhões de euros (R$ 63,1 milhões nas cifras atuais). Neste momento, o treinador, que comanda o clube desde 2020, está envolvido em algumas competições, entre elas a Europa League.

Também no ano passado, o técnico português conversou com o Flamengo, assim que Jorge Jesus acertou o seu retorno para o Benfica. Entretanto, Carvalhal não quis se arriscar no Brasil em meio à pandemia da COVID-19, que na época está no seu ápice no país, e por isso assinou com o Braga.

  • Vitor Pereira

Bicampeão português com o Porto (2011/12 e 2012/13), o técnico de 53 anos tem contrato com o Fenerbahçe, da Turquia, até junho de 2023, mas não vive uma boa fase. A equipe ocupa apenas a quinta colocação no Campeonato Turco e está a 12 pontos do líder Trabzonspor.

Segundo alguns veículos da Turquia, apesar de ter chegado na atual temporada, o português pode estar de saída do Fenerbahçe. Sua multa rescisória também é mais baixa, cerca de 500 mil euros (R$ 3,17 milhões).

Vitor Pereira ainda acumula passagens pelo futebol Shanghai SIPG, da China, e Olympiacos, da Grécia. Esta é a sua segunda passagem pelo Fenerbahçe.

  • André Villas-Boas

Quarto português da lista, o técnico de 44 anos está livre no mercado desde que deixou o Olympique de Marselha, em março deste ano. Ele inclusive ganhou aprovação de parte dos torcedores rubro-negros, que logo após a demissão de Renato organizaram um "tuitaço" nas redes sociais pedindo a sua contratação.

Segundo informações publicadas recentemente pelo jornal português "Record", um dos sonhos de Villas-Boas é comandar a seleção de Portugal, que no momento é prioridade na sua carreira, ainda mais com Fernando Santos balançando no cargo.

Villas-Boas, que é um dos pupilos do também português José Mourinho, começou a ganhar mais destaque no futebol europeu a partir de 2010, no Porto. Lá, ele conquistou a Europa League na temporada 2010/11. Em seguida, foi para o Chelsea, Tottenham e Zenit, da Rússia. Entre 2016 a 2017, comandou o Shanghai SIPG e, em 2019, foi para o Marselha.

  • Jorge Sampaoli

Em sua segunda temporada no Marselha, Sampaoli tem contrato com o clube francês até junho de 2023. Segundo informações do jornal "Extra", e publicadas recentemente, o argentino rechaçou uma volta ao futebol brasileiro neste momento, já que está à frente de um projeto ambicioso na Europa.

No Brasil, Sampaoli passou por Santos e Atlético-MG, até ser contrato pelo Marselha com a última temporada europeia ainda em andamento. A equipe é vice-lider do Campeonato Francês e também disputará os playoffs da Uefa Conference League.