<
>

Após Renato Gaúcho, Flamengo inicia reformulação no futebol e demite mais um de olho em 2022

Auxiliar Marcelo Salles, o Fera, foi desligado do clube rubro-negro horas depois da demissão de Renato


O Flamengo começa a juntar os cacos após o vice na Conmebol Libertadores. Após anunciar a demissão de Renato Gaúcho, o clube acertou a saída de mais um profissional: Marcelo Salles, o Fera.

Auxiliar do clube de longa data, Fera havia deixado o Ninho do Urubu em 2020. Retornou a pedido de Renato Gaúcho e acabou deixando o Rubro-Negro horas depois da demissão do comandante. A informação foi divulgada pelo jornalista Venê Casagrande

E é só o início da reformulação que a diretoria vai fazer de olho na temporada 2022. O departamento médico e o de preparação física devem passar por demissões nos próximos dias.

Em campo, o primeiro nome do elenco a sair será Bruno Viana. Emprestado pelo Braga até dezembro, o defensor não terá o contrato renovado. Segundo o jornal A Bola, Bruno pode continuar no Brasil, mas em outro clube.

Nos próximos dias, a direção vai começar a avaliar a continuidade de outros atletas do plantel. Existe o entendimento de que é preciso oxigenar o elenco de olho na retomada das conquistas após passar 2021 em branco nas grandes competições.

O Flamengo entra em campo contra o Ceará, nesta terça-feira, ainda com chances remotas de título do Brasileirão. 11 pontos atrás, o time carioca precisa tirar essa diferença em 12 pontos a disputar. Além de necessitar de quatro vitórias, precisa torcer para o Atlético-MG fazer apenas um ponto no seus três próximos jogos.