<
>

Carrick explica por que mandou Ronaldo para o banco do United em clássico contra o Chelsea: 'Sem dramas'

Técnico interino do Manchester United, Michael Carrick explicou o motivo para deixar Cristiano Ronaldo no banco e negou qualquer influência de Ralf Rangnick


Jogando em Stamford Bridge, Chelsea e Manchester United empataram em 1 a 1 neste domingo (28) pela 13ª rodada da Premier League. Sancho abriu o placar para os Red Devils, mas Jorginho fez de pênalti e decretou o empate em Londres.

Uma das grandes surpresas do time visitante foi a presença de Cristiano Ronaldo no banco de reservas. O interino Michael Carrick fez questão de explicar o motivo para a decisão e ainda afastou qualquer ‘drama’ que poderia acontecer.

Acompanhe os jogos do Manchester United na Premier League com transmissão ao vivo pela ESPN no Star+.

“Cristiano é provavelmente o nosso nome de destaque, mas é apenas plano de jogo, ideias. Tive uma boa conversa com o Cristiano, na verdade, ele foi ótimo e decidimos continuar assim hoje. Estou ansioso pelo jogo”, disse à SkySports antes do jogo.

“É uma decisão apenas de escolher um time, para ser honesto. Eu não acho que precise de mais drama do que isso. Estamos felizes com o time que escolhemos, com certeza. Viemos aqui para tentar ganhar o jogo, como fazemos em todos os jogos", completou.

Após o jogo, em entrevista à BBC, o treinador ainda fez questão de negar que Ralf Rangnick teve alguma influência na escalação. O alemão deve ser anunciado como treinador do clube nos próximos dias.