<
>

Nikão faz golaço, Athletico vence o RB Bragantino e é bicampeão da Sul-Americana

O Athletico-PR venceu o Red Bull Bragantino por 1 a 0 com golaço de Nikão e se sagrou bicampeão da Copa Sul-Americana


Athletico-PR e Red Bull Bragantino disputaram, neste sábado (20), a decisão da Copa Sul-Americana no estádio Centenário, em Montevidéu. Graças a golaço de Nikão, o Furacão venceu por 1 a 0 e ficou com a taça.

Acompanhe as repercussões e análises da final da Sul-Americana no Sportscenter deste sábado, às 20h (de Brasília), com transmissão ao vivo pela ESPN no Star+.

Nos minutos iniciais, o Massa Bruta se impôs mais dentro de campo, sendo melhor do que o Furacão. Aos 19 minutos, Cuello quase abriu o marcador em dois lances. No primeiro, em chute do escanteio e, depois, em rebote que passou próximo ao gol.

O Furacão, porém, buscava bem o gol em contra-ataques, principalmente, com Terans. O uruguaio, inclusive, ajudou a originar o gol, aos 28 minutos, quando chutou cruzado e obrigou Cleiton a fazer linda defesa.

A bola, porém, subiu demais e voltou para a área, com Nikão aproveitando o rebote e ajeitando o corpo para acertar lindo voleio e balançando as redes.

Na segunda etapa, o Bragantino tentava o empate e tinha mais a posse da bola, mas com poucas chances claras. Uma das primeiras veio aos 20 minutos, com Artur arriscando chute de fora da área, mas sendo atrapalhado por muitos marcadores a frente.

Nos minutos finais, em cabeçadas de Léo Ortiz e Leandrinho após escanteios pela direita, o Massa Bruta quase buscou o empate, mas o título foi para Curitiba, com o Athletico igualando Boca Juniors e Independiente com duas conquistas do torneio.

O craque do jogo: Terans

O atacante uruguaio se sentia em casa. Além do chute que originou o primeiro gol, foi ativo no ataque do Furacão, criando muitas chances de perigo para a meta de Cleiton.

Sumido: Artur

Destaque na imprensa europeia ao longo da semana, o atacante pouco apareceu durante os 90 minutos e sua falta foi sentida pela equipe do Massa Bruta. Sua grande chance veio em um chute para fora.

Estádio vazio

A Conmebol ainda tentou realocar os torcedores dentro do estádio para criar uma sensação de casa cheia, mas nada conseguia esconder os diversos setores vazios no Centenário. Uma final que poderia ter uma casa pulsando, foi um palco um tanto silencioso.

Próximos jogos

Os dois times voltam a se concentrar, agora, no Brasileirão. O Athletico joga contra o São Paulo na quarta-feira (24), enquanto o Bragantino volta a campo no sábado (27) contra o América-MG.

Ficha técnica

Athletico-PR 1 x 0 Red Bull Bragantino

GOLS: Nikão (CAP)

ATHLETICO-PR: Santos; Pedro Henrique, Thiago Heleno e Nicolás Hernández (Zé Ivaldo); Marcinho, Erick (Canesin), Cittadini (Nicolas) e Abner; Terans (Christian), Kayzer (Pedro Rocha) e Nikão. Técnico: Alberto Valentim

RED BULL BRAGANTINO: Cleiton; Aderlan, Fabricio Bruno, Léo Ortiz e Edimar (Luan Cândido); Jadsom Silva, Praxedes (Gabriel Novaes) e Cuello (Alerrandro); Artur (Leandrinho), Ytalo (Hurtado) e Helinho. Técnico: Mauricio Barbieri