<
>

Estrela do PSG revela que preferia ginástica do que futebol na infância e diz motivo para trocar de esporte

Wijnaldum contou ao site do PSG que não queria ser jogador de futebol na infância


Um dos craques contratados pelo Paris Saint-Germain na última temporada, Wijnaldum foi multicampeão pelo Liverpool e brilhou com a camisa da seleção holandesa na Eurocopa, em 2021.

Os jogos do PSG no Campeonato Francês têm transmissão pela ESPN no Star+.

Apesar de ser primo de Royston Drenthe, ex-atacante do Real Madrid, e ter sido batizado de Georginio por causa do lateral-direito Jorginho, que disputou as Copa do Mundo de 1990 e 1994, o meia não queria ser jogador de futebol.

Criado pela avó após os pais se separarem, ele sonhava com outra profissão.

“No início gostava muito da ginástica! E então, enquanto jogávamos futebol na rua com meus amigos, percebemos que eu estava bem. Decidi então me tornar um jogador profissional e disse à minha avó que era o esporte que eu havia escolhido. Ela estava feliz, também porque achava a ginástica muito perigosa!", disse ao site do PSG.

Com a decisão tomada, o garoto começou na base do Sparta, de Roterdã, antes de ir para o tradicional Feyernoord, da mesma cidade.

O meia estreou como profissional com apenas com 16 anos e 148 dias, sendo o mais jovem da história do clube a disputar uma partida.

“Quando comecei a jogar, queria ser como o Clarence Seedorf. Minha família sempre o admirou porque ele veio do mesmo país que nós [Suriname]. O Clarence sempre foi considerado o maior esportista do país, então quando eu jogava gostava dele, queria ser ele dentro de campo", finalizou.

Depois, passou por PSV, Newcastle e Liverpool antes de chegar ao PSG.