<
>

Jorginho, do Chelsea, surpreende em escolha de melhor do mundo e revela o que pode tirar time do topo

play
Jorginho se emociona ao falar da mãe: 'Fico até arrepiado' (1:46)

Meia do Chelsea concedeu entrevista exclusiva para a repórter Natalie Gedra | Assista ao melhor da Premier League AO VIVO pela ESPN no Star+ (1:46)

Em entrevista à ESPN, Jorginho apontou os melhores do mundo, o momento do Chelsea e quais eram seus ídolos


Após vencer a Champions League com o Chelsea e a Eurocopa pela Itália, Jorginho é um dos candidatos ao prêmio Bola de Ouro, concedido pela revista francesa France Football ao melhor jogador da última temporada do futebol europeu.

Os Blues enfrentam o Newcastle pela Premier League, no sábado (30), às 11h (de Brasília), com transmissão pela ESPN no Star+.

Em entrevista exclusiva à ESPN, o volante fez uma brincadeira antes de dizer qual seria seu voto para a premiação, excluindo ele próprio e o companheiro Kanté.

"Jorginho (risos). Se eu não votar em mim, quem vai votar? Quero ter pelo menos um voto! Brincadeira. Acredito que votaria no Kevin de Bruyne [do Manchester City] por tudo que vem fazendo e pelo futebol lindo que vem apresentando nos últimos anos. Para quem gosta de futebol, é muito gostoso vê-lo jogar porque entender de futebol, é um jogador com inteligência acima da média", disse à repórter Natalie Gedra.

Campeão da última Champions League e atual líder da Premier League, Jorginho apontou quais armadilhas o Chelsea precisa evitar para seguir ganhando títulos na atual temporada.

play
1:21

Jorginho 'esquece' Messi, Cristiano Ronaldo e Neymar e diz em quem votaria para melhor do mundo: 'Gostoso vê-lo jogar'

Meia do Chelsea concedeu entrevista exclusiva para a repórter Natalie Gedra | Assista ao melhor da Premier League AO VIVO pela ESPN no Star+

"Não podemos pensar que somos o melhor time, que vamos ganhar e que está tudo bem. Para isso acontecer, é o trabalho que você faz. Se baixar a guarda e menosprezar o adversário você toma, porque não ganha o jogo. A humildade como grupo, a fome de vitória e a consistência são fundamentais. É um conjunto de coisas que faz você ir para a direção certa", afirmou.

"A mentalidade que estamos criando é a de vencer porque esse clube é vencedor. Quando estiver 2 a 0, temos que querer fazer mais gols. Porque, se você para, está desrespeitando o adversário. Trabalhar da mesma maneira como se estivesse 0 a 0. A confiança vai subir e os resultados chegam", explicou.

play
2:18

Mudança de posição e inspiração em Pirlo e Xavi: Jorginho detalha como treinador foi decisivo quando só tinha 13 anos

Meia do Chelsea concedeu entrevista exclusiva para a repórter Natalie Gedra | Assista ao melhor da Premier League AO VIVO pela ESPN no Star+

Jorginho começou a carreira como atacante, mas depois foi recuado - ainda na adolescência - para volante por um treinador italiano que o viu jogar no Brasil.

"Ele que me passou para volante e disse que era a minha posição, onde teria chances de ir mais longe. Ele estava certo (risos). Até aquele momento, meus ídolos de infância eram Ronaldinho Gaúcho, Ronaldo Fenômeno e Kaká. Quando passei a essa posição, comecei a olhar com mais carinho para Pirlo e Xavi, que foram as minhas referências e me inspirei muito. Olhei muitos jogos porque era lindo vê-los jogarem e também para poder aprender", contou.

"O que ajudou é que comecei como atacante quando era criança, depois virei um camisa 10 e depois fui mais para trás ainda (risos). Essa questão de ser um volante que joga mais e quer a bola, gosta sair da pressão e tem a solução para sair com um toque e que vê antes, isso vem comigo desse momento em que jogava mais na frente", explicou.

O volante, que foi para a Itália antes mesmo de se profissionalizar, fez grande sucesso em clubes como Verona e Napoli. Em 2018, foi contratado pelo Chelsea a pedido do técnico Maurizio Sarri.

"Sempre tentei colocar meu jogo na Premier League, e não ao contrário. Aprendi a questão do contato físico e da intensidade. Eu coloco isso no meu estilo, porque não tenho o porte físico para querer entrar no estilo Premier League de correria e pancadaria. Pego isso, tento inserir no meu estilo de jogo", disse o volante.

Jorginho não escondeu a emoção e ficou os olhos marejados ao falar da felicidade de sua mãe, que foi sua primeira treinadora no futebol de praia, em Santa Catarina, com a grande fase vivida.

play
2:39

Jorginho destaca 'mentalidade vencedora' de Tuchel e revela a principal armadilha que pode tirar Chelsea do topo

Meia do Chelsea concedeu entrevista exclusiva para a repórter Natalie Gedra | Assista ao melhor da Premier League AO VIVO pela ESPN no Star+

"Fico até arrepiado quando lembro dessas coisas, sério. Pensar nela nesses momentos é especial. Infelizmente ela voltou ao Brasil depois da final da Champions, que foi surreal, e perdeu a Euro porque não tinha como voltar à Inglaterra e fazer quarentena a tempo da final. Ela ficou desesperada por não poder voltar (risos)", contou.