<
>

Champions: Barcelona vence o Dínamo de Kiev com gol de Piqué e conquista a primeira vitória na competição

Barcelona venceu o Dínamo de Kiev por 1 a 0, marcou pela primeira vez e conquistou os primeiros três pontos na atual edição da Champions League


O Barcelona chegou à primeira vitória na Champions League. Jogando no Camp Nou, os catalães, pela 3ª rodada, venceram o Dínamo de Kiev por 1 a 0, gol de Piqué.

Não perca o Star+ Acesso Livre nos dias 22, 23 a 24 de outubro! Três dias completamente de graça com muito esporte AO VIVO, séries e filmes. Clique e saiba mais!.

Até então, no torneio europeu, duas derrotas acachapantes por 3 a 0 para Bayern de Munique e Benfica , que colocava o Barça na última posição e pressionava ainda mais o técnico Ronald Koeman

Em um primeiro tempo sem muita inspiração, o Barcelona chegou ao gol aos 35 minutos da etapa inicial.

Jordi Alba ficou com sobra pela esquerda e cruzou para a área. Bem posicionado no segundo pau, Piqué chegou chapando de primeira para abrir o placar.

Foi o 16º gol do espanhol em Champions, se igualando ao brasileiro Roberto Carlos. Os dois são os defensores com mais gols da história do torneio.

Situação do campeonato

O Barcelona chegou à primeira vitória na competição e somou os primeiros três pontos. Com isso, ocupa o 3º lugar do grupo.

Já o Dínamo de Kiev segue em 4º, com apenas um.

Piqué faz história

Coube ao ídolo do clube catalão fazer o primeiro gol do Barça na atual edição da Champions e ser o responsável pela primeira vitória.

Além disso, o zagueiro chegou aos 16 gols e é o defensor com mais gols na história da competição, ao lado do ex-lateral-esquerdo brasileiro Roberto Carlos. Em seguida, vem Sergio Ramos, com 15.

Ficha técnica

Barcelona 1 x 0 Dínamo de Kiev

GOLS: Piqué

BARCELONA: Ter Stegen; Mingueza (Philippe Coutinho), Piqué, Lenglet e Alba; de Jong, Busquets e Gavi (Sergi Roberto); Depay (Agüero), Dest e Luuk de Jong (Ansu Fati). Técnico: Ronald Koeman

DÍNAMO DE KIEV: Buschchan; Kedziora, Zabarnyi, Syrota e Mykolenko; Tsygankov (Karavaev), Sydorchuk, Shaparenko, De Pena (Vitinho) e Buyalskyi (Eric Ramírez); Supryaga (Garmash). Técnico: Mircea Lucescu