<
>

Na Roma, Mourinho revive 'rivalidade especial' contra a Juventus que já teve provocação e até pedido de desculpas

play
Mourinho mostra multifunção e ajuda em organização de drone para jogo da Roma; VEJA (0:24)

Técnico publicou o vídeo nas redes sociais | Assista ao Campeonato Italiano pela ESPN no Star+ (0:24)

Técnico português sempre tratou as partidas contra a Juventus de maneira especial, principalmente durante sua passagem pela Inter de Milão


Querendo se aproximar cada vez mais dos primeiros colocados do Campeonato Italiano, a Roma enfrenta neste domingo (17), no Allianz Stadium, em Turim, a Juventus, em duelo pela oitava rodada da competição. A partida também marca o reencontro do técnico José Mourinho com a velha conhecida Juve.

Você acompanha a partida entre Juventus x Roma neste domingo (17), às 15h45, pelo Campeonato Italiano, com transmissão ao vivo pela ESPN no Star+

De volta ao futebol italiano depois de 11 anos para comandar a Roma, o Special One mantém uma rivalidade para lá de especial com o clube de Turim. Não só pela relação de clube rival que teve com a Juventus durante sua vitoriosa passagem pela Inter de Milão, mas também por outros motivos.

Técnico da Inter entre 2008 e 2010, Mourinho sempre tratou as partidas contra a Velha Senhora de maneira especial, dada a importância do clássico na Itália. Recentemente, em uma entrevista à "DAZN", o português lembrou da rivalidade.

"Nunca me preocupei com o porquê. Para mim, chegar a Milão em 2008 bastou. Eu senti imediatamente que era um jogo muito especial. Isso era suficiente. Cheguei e vesti a camisa do clube e fui arrebatado por todas as sensações e emoções que fazem parte do seu DNA", disse.

"Sentia isso em mim todas as vezes que enfrentávamos o Juventus. Se tornou parte de mim. Se era importante para o meu clube, se tornou mais importante para mim”, concluiu.

Durante sua passagem pelos Nerazzurri, Mourinho disputou apenas cinco jogos contra a Juventus e perdeu apenas um. No mais, foram três vitórias, uma delas pelas quartas de fina da Copa Itália (2009/10), e um único empate. Ou seja, o retrospecto é para lá de positivo.

E mesmo longe da Itália, o técnico português chegou a reviver a rivalidade quando treinou o Manchester United. Na Champions League 2018/19, os ingleses enfrentaram a Juventus na fase de grupos em duas oportunidades. Na primeira, perderam em casa por 1 a 0.

Porém, foi no segundo jogo que Mourinho roubou os holofotes para si. Em Turim, a sua equipe venceu de virada por 2 a 1, após a Juventus abrir o placar com Cristiano Ronaldo. Ao fim da partida, o português provocou a torcida italiana colocando sua mão ao ouvido e pedindo por mais vaias. Os torcedores ficaram enfurecidos.

Na época, a atitude não pegou tão bem, e o treinador veio a público se desculpar. Segundo ele, só os provocou porque foi xingado durante toda a partida pela torcida da Juventus.

"Não ofendi ninguém. Só queria escutar eles gritando mais alto. Eles xingaram a mim, minha família e até minha família da Inter por 90 minutos. No final do jogo acabei fazendo aquele gesto, mas se pudesse voltar atrás, não faria de novo", disse na época.

Desde que chegou à Roma, Mourinho ainda não teve a oportunidade de enfrentar a Juventus, mas logo em sua chegada também mandou recado a Cristiano Ronaldo, que ainda continuava por lá. Na época, o treinador brincou e disse que o atacante deveria deixar a Itália.

"Deve sair agora da Itália e me deixar em paz", brincou Mourinho, em entrevista ao "Talk Sport".

Poucos meses depois após a declaração, CR7 de fato deixou a Itália - mas não por culpa de Mourinho - e retornou para o Manchester United. Ou seja, neste domingo, não haverá o reencontro entre os dois compatriotas.