<
>

Amigão Paulo Soares e Antero Greco abrem o coração, fazem revelações e elegem hit na volta ao SportsCenter

play
Amigão explica 'linguagem light' do SportsCenter, e Antero brinca: 'A gente ri dos nossos erros' (2:00)

'Nós brincamos com tudo, menos com a informação', afirmou Antero Greco | Assista ao SportsCenter pela ESPN no Star+ (2:00)

Jornalistas voltam, após mais de um ano e meio separados, nesta segunda-feira (18) a fazer juntos do estúdio o programa diário que fecha as noites pela ESPN Brasil e que pode ser sempre visto ao vivo pela ESPN no Star+


Uma das parcerias mais longevas da história do telejornalismo brasileiro, a dupla Paulo Soares, o Amigão da Galera, e Antero Greco voltará ao comando do SportsCenter nesta segunda-feira (18), à meia-noite (horário de Brasília), ao vivo pela ESPN no Star+ e direto da sede da ESPN Brasil, em São Paulo. Isto após mais de um ano e meio separados por conta da pandemia de COVID-19.

Em entrevista ao ESPN.com.br, os jornalistas falaram de coração aberto. E contaram, por exemplo, como foi o início deste trabalho em conjunto que já passa de 20 anos, elegeram o que para eles são os momentos mais marcantes dividindo a bancada do telejornal (que vão de pesadelos a risadas) e ainda revelaram 'o segredo' do sucesso do programa: jamais abrir mão de levar a informação com credibilidade e seriedade, mas sempre com bom humor e uma 'linguagem light' (assista ao vídeo no topo desta reportagem).

Como surgiu a parceria

Antero Greco vinha de uma longa carreira no jornalismo impresso, principalmente no jornal O Estado de S. Paulo, quando foi contratado no começo de 1994 pela TVA Esportes, que virou a ESPN Brasil. Poucos meses depois, chegou Paulo Soares, um narrador esportivo bastante conhecido do rádio, que havia apresentado alguns telejornais em outras emissoras. A parceria começou justamente nas inúmeras transmissões de jogos que o canal fazia.

Com muita informação e descontração, a dupla teve química quase instantânea. O primeiro ensaio do que seria o telejornal foi na Copa do Mundo de 1998, disputada na França, quando os jornalistas faziam o 'Bate Bola com o Assinante', programa que ia ao ar entre as partidas da competição.

“Recebi no ar um fax com a notícia da queda do técnico da Coreia do Sul, o Cha Bum-kun. Eu disse que deu um ‘chabu’ na Coreia, ou uma outra bobagem qualquer. Nós começamos a rir, e todo mundo riu também”, contou Antero.

'O Amigão é um perfeccionista'

Em 2000, o jornalista José Trajano, então responsável pela redação da ESPN Brasil, resolveu colocar Paulo Soares e Antero Greco na bancada para a edição noturna do SportsCenter, tradicional telejornal criado pela ESPN nos EUA que estava sendo importado para o Brasil. Além da informação com credibilidade, a dupla resolveu dar um tempero especial ao programa.

“O Amigão é um perfeccionista e gosta das coisas bem feitas. Ele é o apresentador e tem a responsabilidade maior porque precisa ter controle do que vai ao ar. Quando saco que ele está um pouco nervoso, eu solto uma bobagem que ele vai rir e descontrair. Isso deu certo muitas vezes. Nós nos concedemos o direito de relaxarmos. Nós somos bem-humorados, não somos humoristas, fazemos um programa leve e não leviano. Para ser sério não precisa ser sisudo. A gente entra com terno, gravata e cenário bonito. Se ficar muito parado, o sujeito em casa vai dormir ou mudar de canal”, disse Antero.

“Eu sou muito sério, sou um gesso. Aí, aconteceu o primeiro episódio, o segundo, e achamos que seriamos demitidos. ‘Amanhã acabou, estamos na rua e não tem mais SportsCenter’. Mas o pessoal começou a gostar e foi para o CQC [Custe o Que Custar, atração de humor da TV aberta Band que durou oito temporadas, de 2008 a 2015], que foi um programa que nos divulgou porque estávamos toda hora participando do Top 5. E foi assim. Não tem jeito, vai continuar, enquanto estivermos no ar terá risada”, complementou Amigão.

Acidente da Chape marcou Amigão

Em 20 anos de programa, a dupla viveu momentos felizes da história do esporte, como “narrar” - sem imagens - ao vivo durante o SportsCenter a final da Conmebol Libertadores que o Atlético-MG conquistou, em 2013. Em compensação, também noticiou algumas tragédias, como a do falecimento em 2004 no campo do Morumbi do zagueiro Serginho, do São Caetano, a morte de 10 garotos da base do Flamengo em um incêndio no Ninho do Urubu, em 2019, e a queda do avião da Chapecoense, em 2016.

“Temos uma história muito rica de muita coisa que passou pelo programa. Depois do acidente da Chapecoense, eu nunca mais voei de avião. Passei praticamente dois anos tendo pesadelos e ainda tenho pesadelos com esse acidente. Pela morte de muitos amigos. Um acidente criminoso. Isso foi marcante não só pela informação no programa, mas me marcou porque nunca mais voei e não sei se vou voltar a voar”, confessou Amigão.

play
2:33

Amigão elege edições mais difíceis do SportsCenter e faz revelação: 'Nunca mais voei de avião depois do acidente da Chape'

'Ainda tenho pesadelo com esse acidente', contou Paulo Soares, o Amigão | Assista ao SportsCenter pela ESPN no Star+

O principal hit

O momento mais engraçado da história do jornal eleito pela dupla foi em 2016, quando Paulo Soares literalmente chorou de rir ao anunciar o interesse do São Paulo na contratação do atacante Milton Caraglio, que defendia o Tijuana-MEX.

“É lembrado em qualquer lugar que a gente vá, é impressionante! Já vi umas 200 vezes e toda vez eu rio. É absurdamente espontâneo porque eu não sabia da notícia antes. Quando o Amigão falou com tanta ênfase, eu dei risada. Tem um detalhe, os câmeras, iluminadores e todo o pessoal do estúdio começou a rir. Não deu para parar mais. Quanto mais ele emendava, pior ficava. É um sucesso de público e renda”, garantiu Antero.

“A gente é muito sério para dar notícia. Quando a gente dá a notícia do Milton, é muito séria, não é para dar risada (risos). O pessoal da ESPN Argentina gravou e mandou para a gente que todo mundo se divertiu. Naquela madrugada recebi muitas mensagens dizendo que tinha encerrado a possível contratação do Milton. O São Paulo não ia conseguir fazer o anúncio da contratação. Espero que não tenha sido isso, hein, Milton! Mas ele tá bem, voltou para a Argentina. A gente se diverte com essas coisas”, finalizou Amigão.

play
3:51

Amigão e Antero revelam bastidores do famoso Milton Caraglio do SportsCenter: 'Foi absurdamente espontâneo!'

'Os risos do estúdio derrubam a gente na bancada', contou Paulo Soares | Assista ao SportsCenter pela ESPN no Star+