<
>

Kevin-Prince critica irmão Jerome Boateng, condenado por violência: 'Me distanciei há muito tempo'

play
Com anúncio recheado de troféus, Boateng chega ao Lyon; VEJA (0:45)

Via: @OL | Zagueiro assinou contrato até junho de 2023; Você curte tudo do Campeonato Francês pela ESPN no Star+! (0:45)

O meia-atacante Kevin-Prince Boateng, do Hertha Berlin, falou pela primeira vez sobre a condenação de seu irmão, o zagueiro Jerome Boateng, do Lyon, por violência doméstica.

Na semana passada, Jerome foi punido pelo Tribunal Distrital de Munique no valor de 1,8 milhão de euros (cerca de R$ 11,2 milhões) por agredir Sherin, sua ex-companheira, em 2018, enquanto o casal passava férias no Caribe.

De acordo com a acusação, Boateng teria proferido uma série de ataques à ex-namorada. O jogador teria batido, socado, mordido, jogado a ex-parceira no chão e insultado violentamente.

Além disso, o zagueiro teria jogado uma lanterna de vidro e uma bolsa térmica em Sherin com "força total".

Já no último sábado, em entrevista ao jornal alemão Bild, Kevin-Prince foi perguntado sobre a situação. Sincero, ele fez muitas críticas ao comportamento do irmão e disse que eles estão afastados "há muitos anos".

"Eu já me distanciei de Jerome há muito tempo. Eu concordo e respeito as leis da Alemanha", afirmou.

"Eu repudio totalmente a violência contra a mulher. Não concordo em nada com as ações do meu irmão, e, até por causa disso, não tenho mais qualquer relação com ele", acrescentou.

Kevin-Prince e Jerome Boateng começaram a carreira juntos no Hertha Berlin, no início dos anos 2000, e eram conhecidos por terem ótima relação.

Ao longo dos anos, eles atuaram por grandes clubes do futebol europeu, mas começaram a se distanciar a partir de 2010, quando Kevin optou por defender a seleção de Gana, enquanto Jerome já havia feito a escolha pela Alemanha um ano antes.

Na Copa do Mundo de 2014, inclusive, eles se encontraram em campo em Alemanha x Gana, em Fortaleza, e se cumprimentaram cordialmente antes da bola rolar.

Com o passar do tempo, porém, a relação foi se deteriorando, e, no momento, parece ser muito ruim, principalmente pelos graves problemas extracampo de Jerome.