<
>

Kane 'fecha a porta' para o Manchester City e diz por que vai ficar no Tottenham: '100% focado'

Nesta quarta-feira (25) Harry Kane bateu o martelo quanto ao seu futuro para a temporada. Após especulações sobre uma possível transferência para o Manchester City, o atacante quebrou o silêncio e confirmou a sua permanência no Tottenham. Através das redes sociais, o camisa 10 ainda citou todo o apoio que vem recebendo da torcida dos Spurs nas últimas semanas como um dos motivos para tal decisão.

"Foi incrível ver a recepção dos fãs dos Spurs no domingo [contra o Wolverhampton, na Premier League] e ler algumas das mensagens de apoio que recebi nas últimas semanas", começou por dizer Kane, no Twitter.

"Ficarei no Tottenham neste verão e estarei 100% focado em ajudar a equipe a alcançar o sucesso", finalizou.

Após o vice-campeonato da Euro 2020 com a seleção da Inglaterra, Kane inclusive chegou a não se reapresentar ao Tottenham para a pré-temporada. O fato aumentou as especulações da sua possível saída, com o City como grande favorito a contratá-lo.

Antes do início da Premier League, o atacante se reapresentou ao Tottenham, mas ficou de fora da primeira rodada, contra o próprio City. Então no último domingo (22), Kane esteve em campo na vitória por 1 a 0 sobre os Wolves fora de casa, pela segunda rodada, onde atuou durante 18 minutos.

Kane ainda tem contrato com o Tottenham até junho de 2024. Sua permanência no clube foi confirmada faltando menos de uma semana para o encerramento da janela de transferências europeia.

Internamente, o City ainda tinha esperanças de contratar o atacante, apesar das seguidas negativas do presidente dos Spurs, Daniel Levy. De acordo com uma recente publicação do jornal inglês "Daily Mail", as cifras poderiam superar as 100 milhões de libras (R$ 719 milhões) pagas ao Aston Villa por Jack Grealish, até então um recorde entre jogadores britânicos. O negócio, entretanto, não vai mais acontecer.