<
>

Barcelona: brasileiro que estreou com Messi se espantou com o que viu com saída do craque: 'Vazio muito grande'

play
Messi diz adeus ao Barcelona, chora e revela: 'Prometi aos meus filhos que vamos voltar' (2:26)

Ídolo do Barça se despediu oficialmente do clube neste domingo (2:26)

O zagueiro Tiago Calvano foi testemunha de um momento que ficou para a história do futebol. Ele estreou no time principal do Barcelona junto com Lionel Messi em um amistoso contra o Porto, em 16 de novembro de 2003, na inauguração do estádio do Dragão.

A equipe portuguesa, comandada à época por José Mourinho, havia vencido a Copa da Uefa poucos meses antes e no fim da temporada iria faturar a Champions League.

Vestindo a camisa 14, o argentino entrou aos 19 minutos do segundo tempo no lugar do lateral-esquerdo Fernando Navarro, quando o placar marcava 2 a 0 para os portugueses. O brasileiro entrou na partida pouco tempo depois.

"Eu jogava pelo Barcelona B e o Messi estava no time juvenil. Como era uma data Fifa, muitos jogadores estavam com as seleções. Por isso, o [técnico holandês Frank] Rijkaard levou alguns jogadores para completar o time", contou.

"Estar no meio dos caras foi uma experiência indescritível. Tinha mais de 50 mil pessoas, e o Porto era um grande time. Foi uma emoção muito legal", afirmou.

Durante a partida, o argentino perdeu um chance dentro da área, que foi defendida pelo goleiro Nuno Espírito Santo. Ele ainda chegou a driblar o arqueiro em outra oportunidade e quase marcou, mas preferiu dar um passe e foi desarmado pelo zagueiro.

"Messi fez uma jogada que deixou todo mundo de boca aberta. A partir dali todo mundo ficou sabendo quem era o Messi", contou

Calvano já conhecia o potencial do argentino. As equipes inferiores do Barça treinavam no mesmo complexo.

"A gente sempre conseguia ver os treinos e os jogos deles. Todos já falavam do Messi. Sempre foi muito tímido, imagina com 16 anos? A gente conversava por ser sul-americanos. Era educado, gente boa e bem quieto. Mas dentro de campo já mostrava o caráter".

'Ficou p*** na estreia'

Pouco tempo depois, Messi foi incorporado ao time B do Barça e passou a conviver mais de perto com Calvano.

"No time B tínhamos um convívio diário nos jogos e treinos. As coisas que ele fazia todo mundo via que era fora de série. Por ser o mais velho e ele o mais novo é normal a gente abraçá-lo".

"Na estreia dele como titular pelo time B, eu fui expulso no primeiro tempo. O treinador tirou o Messi. Eu estava no túnel, ele desceu direto e me olhou. Ficou p*** da vida comigo. São coisas que acontecem", contou, aos risos.

Calvano diz que apesar de ver um enorme potencial em Messi, era impossível prever que o colega faria tanto sucesso.

"Eu estaria mentindo se falasse que saberia onde ele chegaria. Ninguém nunca imaginou porque é quase humanamente impossível fazer o que ele fez e o que ele faz. No futebol é muito difícil você dizer 'esse vai dar certo ou não' porque vários fatores vão contribuir para isso. Mas sobre o talento dele ninguém nunca teve dúvidas, porque aos 16 anos ele já estava entre os profissionais".

Pouco menos de 18 anos depois daquele amistoso chegou ao fim o ciclo de Messi no Barcelona.

"Eu fiquei surpreso com a noticia porque tinham anunciado que ele seguiria. Mas deu uma reviravolta, fiquei surpreso e triste. Eu tenho carinho pelo Barcelona e vejo a história que ele criou. Eu participei um pouquinho disso e tenho amor pelo clube e admiração. O Messi tem grande porcentagem nisso. O Messi é a história do clube e o vendo sair vai criar um vazio muito grande que será difícil, até me atreveria dizer impossível, de ser preenchido", disse Calvano.

O brasileiro torce para que o antigo companheiro vá para o galáctico PSG.

"É triste, mas desejo o melhor para que ele possa encerrar em um clube à altura. Vai depender muito do que ele quer da vida dele. Acredito que tenha muita lenha para queimar e jogar em alto nível. Minha torcida é para que ele vá ao PSG, possa reviver a parceria com o Neymar e dar o título que o Paris tanto almeja. Eles fazem um esforço muito grande para vencer a Champions e o time que está montado. Todos querem vê-lo em campo e nos fazendo desfrutar".

play
2:26

Messi diz adeus ao Barcelona, chora e revela: 'Prometi aos meus filhos que vamos voltar'

Ídolo do Barça se despediu oficialmente do clube neste domingo