<
>

Cruzeiro: Mozart pede demissão e não é mais o técnico do clube

play
Cruzeiro anuncia saída de Mozart após empate contra o Londrina (0:33)

Mozart não é mais o técnico do Cruzeiro. Após o empate contra o Londrina nesta sexta-feira (30), pela 15ª rodada da Série B, o treinador pediu demissão do comando técnico do clube. (0:33)

Mozart não é mais o técnico do Cruzeiro. Após o empate contra o Londrina nesta sexta-feira (30), pela 15ª rodada da Série B, o treinador pediu demissão do comando técnico do clube.

Com o resultado, a Raposa chegou ao 9º jogo seguido sem vitória na competição. Atualmente, o Cruzeiro ocupa a 16ª colocação, com 13 pontos e, com o decorrer da rodada, pode voltar à zona de rebaixamento.

Mozart chegou ao Cruzeiro com o aval de Rodrigo Pastana, diretor de futebol do clube com quem havia trabalhado em Coritiba e CSA.

No entanto, chegou à Raposa sem muito prestígio da torcida. Em 12 jogos, venceu apenas dois, além de seis derrotas e quatro empates.

Por ter pedido demissão, o técnico não entra na conta dos dois em que uma equipe pode ter durante a competição. Assim, o Cruzeiro pode ir atrás de um novo nome de fora do clube.

Na última segunda-feira, Vanderlei Luxemburgo chegou a confirmar a procura da equipe celeste por meio de Sérgio Santos Rodrigues, presidente do clube, e da principal patrocinadora do Cruzeiro.

“Tive com o presidente do Cruzeiro por telefone e com o Pedrinho do BH Supermercados, também conversamos por telefone. Mas eles têm treinador, então não tem porque ter conversa sobre treinar o Cruzeiro quando se tem um treinador trabalhando”, disse Luxa.

Com o empate em casa, o Cruzeiro chegou ao 9º jogo consecutivo sem vitória na Série B. O clube mineiro volta a campo no próximo sábado (7) para encarar o Brusque, às 11h, fora de casa