<
>

Presidente do Santos abre o jogo sobre possível venda de Marinho e revela vontade do atacante

O presidente do Santos, Andres Rueda, negou que exista um acordo para liberar o atacante Marinho caso chegue uma oferta de R$ 30 milhões. A informação havia sido passada por um dirigente não identificado do clube alvinegro ao blog do jornalista Jorge Nicola no portal Yahoo!, na última quinta-feira.

"Então, o Marinho é o atual Rei da América, é um dos principais jogadores do Santos. Ele, nos últimos meses, veio de uma lesão, depois da COVID, está em uma fase, evidente que não é igual a que estava. Isso acontece, é difícil ficar o tempo inteiro no auge", disse ao canal "Nagila Luz" no YouTube.

"O jogador agrada muito ao Santos, ao presidente. Tenho uma relação muito próxima, sempre conversamos. Não existe nada disso de acordo. O que existe é uma vontade normal do jogador, do tipo, se surgir uma proposta que resolva minha vida financeira, o senhor me ajuda? E a colocação do Santos é igual para todos. Não existe jogador inegociável, o único é o nosso Rei. Vindo uma proposta interessante para o clube e jogador, nosso interesse não é ficar amarrando. Não é questão de acordo, foi uma conversa nesse sentido", explicou.

Um dos maiores salários do elenco santista, o atacante recebe cerca de R$ 400 mil por mês. Ele foi eleito o melhor jogador da última Conmebol Libertadores, quando o Santos foi vice-campeão.