<
>

Tite confirma convites da CBF para Xavi e Muricy trabalharem na seleção brasileira

play
Tite revela reunião de jogadores com presidente da CBF sobre realização da Copa América: 'Nós temos uma opinião muito clara' (2:05)

Treinador da seleção brasileira concedeu entrevista coletiva nesta quinta-feira (2:05)

Depois da saída de Sylvinho da seleção brasileira, a comissão técnica de Tite na seleção brasileira passou a ter um auxiliar fixo a menos por um período. E, segundo se soube recentemente, alguns nomes de peso foram convidados para fazerem parte do ‘time’ do treinador.

Na noite desta quinta-feira (3), antes do retorno das eliminatórias, Tite confirmou as procuras por Xavi e Muricy Ramalho, ambas recusadas.

"Sobre Xavi, é verdade. Muricy também", afirmou o comandante da Canarinho, sem dar detalhes sobre as negociações ou posições de ambos.

No último mês de maio, o jornal AS, da Espanha, noticiou que Xavi recusou o convite, fato confirmado pela ESPN Brasil com fontes ligadas à CBF. O ex-jogador do Barcelona trabalharia como "braço direito" de Tite durante as eliminatórias e até a Copa do Mundo de 2022, no Catar.

play
1:39

Seleção brasileira quer boicotar a Copa América? Tite despista: 'A prioridade é o nosso jogo de amanhã'

Treinador da seleção brasileira concedeu entrevista coletiva nesta quinta-feira

Ao final do torneio, de acordo com o diário espanhol, Xavi assumiria o cargo de treinador principal do Brasil. O As afirma que o ex-meia ficou "surpreso" com a oferta, mas preferiu recusá-la. A CBF não confirma essa informação.

Muricy, por sua vez, foi convidado diretamente por Rogerio Caboclo, mais recentemente, fato confirmado pelo presidente do São Paulo, Julio Casares, em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo.

O atual coordenador de futebol são-paulino recusou convite da CBF pela segunda vez em sua carreira. Em 2010, quando treinava o Fluminense, o comandante declinou convite para assumir a seleção.