<
>

Bolsonaro defende Copa América no Brasil: 'No que depender de mim, de todos os ministros, inclusive o da Saúde, haverá'

play
Unzelte chama Copa América no Brasil de 'vergonha': 'Só se fala de política, não se fala um 'a' de saúde' (1:44)

Conmebol confirmou evento no Brasil após Argentina rejeitar torneio (1:44)

O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, defendeu nesta terça-feira a realização da Copa América no país.

Na última segunda-feira, a Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol) anunciou que o torneio de seleções será feito no Brasil, após Colômbia e Argentina deixarem a organização a poucos dias do início do certame.

As sedes ainda não estão definidas, já que vários governadores veteram jogos em seus Estados, mas, segundo Bolsonaro, "todos os ministros, inclusive o da Saúde" apoiam a Copa América.

"Fui instado pela CBF ontem (segunda-feira, 31 de maio), conversei com todos os ministros interessados e, de nossa parte, positivo", disse.

"Não está havendo jogo da Libertadores? Não está havendo da Copa Sul-Americana? Não começam agora, na sexta-feira, as eliminatórias para a Copa do Mundo? Ninguém fala nada, não tem problema nenhum", seguiu.

play
2:31

Calçade pede paralisação do Brasileirão e detona Copa América no Brasil: 'Não queria acreditar'

Comentarista disparou contra as entidades organizadoras do torneio

"No que depender de mim, de todos os ministros, inclusive o da Saúde, haverá. Já está acertado. O protocolo é o mesmo da Libertadores, é o mesmo da Sul-Americana. Temos jogo da eliminatórias e da Libertadores", finalizou.

A Copa América tem início previsto para o dia 13 de junho.

Até o momento, Estados como São Paulo, Mato Grosso e Distrito Federal se colocaram à disposição para receberem jogos do torneio.

Já Amazonas, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Minas Gerais e Rio Grande do Sul não querem as partidas da competição.

Vale lembrar que a pandemia de COVID-19 segue atingindo o Brasil com força.

O país já registra 16,5 milhões de casos da doença, com cerca de 463 mil mortes.