<
>

City Football Group avisa Palmeiras que não venderá Castellanos, do New York City FC

A negociação entre Palmeiras e New York City FC pelo centroavante Valentín Castellanos esfriou bastante.

Nesta quarta-feira, o City Football Group, dono da equipe norte-americana, comunicou ao clube brasileiro que não venderá o argentino ao Verdão neste momento.

A informação foi publicada primeiramente pelo globoesporte.com e confirmada pelo ESPN.com.br.

Na semana passada, o técnico do NYCFC, Ronnie Deila, já havia antecipado que Castellanos tinha tudo para seguir nos EUA, o que foi confirmado nesta quarta.

Isso ocorre principalmente porque o New York não tem um centroavante reserva, já que o brasileiro Héber sofreu uma grave lesão de joelho em setembro de 2020 e teve que passar por cirurgia. A expectativa é que ele só posso voltar a atuar entre junho e julho deste ano.

Com isso, o Alviverde agora precisará buscar outras opções no mercado para reforçar seu elenco.

Um novo centroavante é um dos principais pedidos de Abel Ferreira, já que ele só tem Luiz Adriano para a posição.

Quando o camisa 10 não pode jogar, aliás, o treinador português vem usando Rony improvisado na função.

Ainda segundo apurou a reportagem, Castellanos já vê com bons olhos a permanência no New York, ao contrário do que vinha ocorrendo nos últimos dias.

Para ficar na equipe norte-americana, porém, ele pede uma boa valorização salarial, que está em discussão no clube da MLS.

Na atual temporada, o argentino vem em grande fase, com três gols nas três primeiras rodadas da liga dos Estados Unidos e Canadá.

A proposta do Palmeiras por Castellanos era de US$ 4 milhões, cerca de R$ 22,4 milhões.

O atleta era muito bem avaliado internamente no Palestra Itália e vinha sendo visto como reforço ideal para o ataque alviverde.

Ele está na equipe de Nova York desde 2018, quando foi contratado do Montevideo City Torque, clube que também é comandado pelo City Football Group.

Apesar de ser argentino, Castellanos iniciou a carreira na Universidad Católica, do Chile.

Apontado como um dos bons prospectos do futebol albiceleste, ele também defende a seleção sub-23 da Argentina desde 2020.