<
>

Herói do Cruzeiro contra o Atlético-MG, Airton rescindiu com Palmeiras e fez treinos improvisados na casa de empresário para ficar em forma

Herói do Cruzeiro na vitória por 1 a 0 contra o Atlético-MG na partida que marcou os 100 anos do clássico, neste domingo, pelo Campeonato Mineiro, Airton fez apenas seu quinto gol como jogador profissional.

Nascido em Belém, no Pará, o atacante começou a carreira atuando por Remo, Paysandu e Desportiva Paraense. Neste período, Moisés, o pai do jovem, filmava todos jogos do filho e reuniu os melhores lances em um DVD que enviou para um olheiro do Palmeiras.

O vídeo agradou ao time alviverde, que chamou Airton para fazer 15 dias de testes na base. A família precisou pegar dinheiro emprestado para que o jovem viajasse para a capital paulista e pudesse ser aprovado no Verdão, aos 15 anos.

Pelo Palmeiras, o atacante foi vice-campeão mundial sub-17 de 2016 (sendo derrotado nos pênaltis pelo Real Madrid), campeão da Copa do Brasil sub-20 em 2019 e do Campeonato Brasileiro sub-20 e Copa RS sub-20 em 2018.

Foram 55 gols e 48 assistências em 147 jogos pelos times sub-15, sub-17 e sub-20. Os dados foram divulgados pela empresa que gerencia a sua carreira.

Mesmo assim, Airton não conseguiu ter espaço entre os profissionais.

"Nós tivemos ofertas de Genoa-ITA, Lugano-SUI e de outros times. Eu achava que ele poderia ter sido mais bem aproveitado no fim da base, mas não aconteceu", disse o empresário Alex Rodrigo, ao ESPN.com.br.

Em 2019, foi emprestado para o Oeste para jogar a Série B do Brasileiro, mas sofreu uma lesão e fez apenas duas partidas.

No ano passado, ele rescindiu o contrato com o Palmeiras e foi jogar o Paulistão pela Inter de Limeira. No começo da pandemia, treinou na casa do empresário, que colocou até um gramado sintético na sacada para que ele pudesse se exercitar.

Apesar de não ter marcado gols nas 11 partidas que fez no Estadual, ele ajudou a equipe do interior a manter-se na Série A1 e chamou atenção pela velocidade e pelos dribles.

"Ele foi muito determinado porque ficou em forma mesmo em condições adversas. Na volta do futebol, ele fez dois grandes jogos contra a Ferroviária que chamaram muita atenção. Vieram ofertas do Lask Linz-AUS, Dinamo de Kiev-UCR e de outros clubes europeus, mas vimos que era o momento de ele permanecer no Brasil e crescer mais", disse.

Logo após o Paulista, Airton foi contratado pelo Cruzeiro, que estava na Série B do Brasileiro.

"Tínhamos propostas de outros times da Série A, mas preferimos o Cruzeiro. O clube passa por um momento difícil, mas é um gigante do futebol brasileiro. Acreditávamos que ele conseguiria ser titular e ter sequência de jogos", explicou.

Com o passar das rodadas, ele virou uma espécie de xodó do técnico Felipão, que o promoveu a titular no decorrer da competição. Em 31 jogos pela Raposa, ele anotou quatro gols na campanha que não terminou com acesso.

"É um jogador de personalidade. Está evoluindo e tem muita humildade", elogiou.

O jovem tem contrato com o Cruzeiro até 31 de dezembro de 2023. No fim do ano passado, o presidente do clube celeste, Sérgio Santos Rodrigues, admitiu à ESPN Brasil, que o jogador despertou a cobiça de times estrangeiros, mas Airton, não deixou a Toca da Raposa.

"Ele vai dar um retorno financeiro ao Cruzeiro na hora certa. O nível dele é para jogar na Europa, é um jogador que melhorou muito taticamente", finalizou o empresário.