<
>

Com seis títulos em dois anos no Porto, Mourinho levou 'legião portuguesa' à Inglaterra e colocou Chelsea em outro patamar

Hoje chamado de 'Special One' e com um dos currículos mais invejados do mundo do futebol, o técnico José Mourinho deve muito do sucesso obtido na carreira a dois clubes em especial: Porto e Chelsea.

Hoje adversários pelas quartas de final da Uefa Champions League 2020/21, os dois times têm em comum a figura de José Mourinho como um dos treinadores mais importantes do século nos clubes.

Ainda no início da carreira como treinador profissional, Mourinho chegou ao Porto em 2002 e mostrou do que seria capaz. De 2002 a 2004, o português dominou o seu país, chegou a conquistar a Europa e também o mundo. Com um time recheado de talentos como Deco, Carlos Alberto, Ricardo Carvalho e Diego, o Porto se transformou em uma máquina de futebol.

Não à toa, no período de 2002 a 2004, a equipe portuguesa conquistou nada menos do que seis títulos, dentre eles a Uefa Champions League de 2003/04 e a Copa Intercontinental de Clubes, o Mundial da época, em cima do Once Caldas, da Colômbia.

O time do Porto serviu como base para a grande seleção portuguesa que viria a mostrar seu futebol entre 2004 e 2006, que foi vice-campeã da Eurocopa e quarta colocada na Copa do Mundo de 2006.

Após a brilhante passagem pelo Porto, Mourinho sabia que era hora de voos maiores e decidiu assumir a responsabilidade de dirigir o Chelsea. Na época, o time de Londres ainda recebia forte aporte financeiro de Roman Abramovich, que havia comprado o clube um ano antes e queria mudá-lo de patamar.

Coube a Mourinho transformar o sonho em realidade, e a missão parece ter sido bem sucedida. O treinador multicampeão com o Porto levou à Inglaterra uma 'comitiva portuguesa' que o ajudou a preparar aquela equipe. Os auxiliares Baltemar Brito e André Villas-Boas, hoje treinador, o acompanharam, assim como o preparador físico Rui Faria e o preparador de goleiros Silvino.

O forte investimento financeiro em reforços ainda garantiram mais três portugueses no elenco: Tiago, que estava no Benfica, e os dois ex-Porto Ricardo Carvalho e Paulo Ferreira. Foi sob o comando de Mourinho que o Chelsea também conquistou seis títulos em quase três temporadas.

O mais emblemático deles foi a Premier League de 2004/05 que tirou o Chelsea de uma fila de 50 anos sem levantar o principal troféu nacional.

Agora, em 2021, Mourinho está no Tottenham e segue na luta para conquistar seu primeiro título com o clube londrino. Por outro lado, nesta quarta-feira, Porto e Chelsea se encaram pelas quartas de final da Uefa Champions League para ver quem sai na frente na disputa por uma vaga nas semifinais.