<
>

Craque da Copa em 2010, Forlán esquece Messi, Cristiano Ronaldo e aponta Neymar e outra estrela como possíveis melhores em 2022

play
Messi, Cristiano Ronaldo, Neymar ou Mbappé, quem é mais difícil de marcar? Diego Carlos responde (0:45)

Zagueiro do Sevilla falou com exclusividade com Gustavo Hofman, da ESPN (0:45)

Quando se fala em futebol uruguaio, muitos craques vêm à cabeça. E um deles, sem dúvida, é Diego Forlán. O ex-atacante disputou três Copas do Mundo pela Celeste e, em 2010, foi eleito o craque da competição. Para 2022, o ex-jogador apontou dois nomes do Paris Saint-Germain como possíveis destaques do mundial, assim como ele foi na África do Sul.

Em entrevista ao site WinWin, de Doha, Forlán apostou em Neymar e Mbappé como possíveis destaques do torneio, deixando nomes tão badalados quanto, como Messi e Cristiano Ronaldo, de fora.

“Mbappé, obviamente, não há dúvidas. Neymar também. Há jogadores muito bons e jovens que estão muito bem. Obviamente, temos que esperar que eles se classifiquem em seus países. Espero que não haja nenhuma surpresa, no futebol tudo pode acontecer Mas os jogadores que estamos vendo e que estão sendo figuras de suas equipes, como Valverde no Real Madrid, vão chegar em um nível muito alto", disse o craque.

Sobre Mbappé, Forlán foi além: disse que o craque do PSG e da seleção francesa pode se tornar, num futuro próximo, o melhor jogador do mundo.

“Ele tem grandes chances (de ser o melhor do mundo), sem dúvida. Está entre os melhores do mundo. É um futebolista que desequilibra, tem uma grande rendimento e, sem dúvida, tem todo o nível para ser um dos melhores”.

Sobre a seleção do Uruguai, que caiu nas quartas de final da Copa do Mundo de 2018 para a França, Forlán destacou a possibilidade de unir a juventude com a experiência de alguns jogadores que já disputaram o torneio.

"Obviamente, Diego Giménez é algo fixo. Arambarri (Getafe), Vecino (Inter de Milão), Betancourt (Juventus), Brian Rodríguez (Almería), Lozano (Santos Laguna), Darwin Núñez (Benfica). Há jogadores experientes como Godín, Suárez e Cavani que vão continuar lá. O Uruguai, caso se classifique para a Copa do Mundo, chegará com uma boa equipe, com experiência, somada à juventude".

Por fim, Forlán espera que o evento no Catar seja do mais alto nível por conta da infraestrutura do país. Além disso, apontou a diferença que a sede de 2022 tem de diferente das outras edições.

"Acho que vai ser uma bela Copa do Mundo. Tudo o que a Fifa desenvolve são Copas do mais alto nível. Sem dúvida, em uma potência como o Catar, pelo que você conhece de sua infraestrutura, do que está sendo construído, a qualidade não será menos do que em qualquer outro lugar. Tenho essa expectativa e essa ilusão. Vai ser interessante porque, ao contrário de outras edições, tudo vai estar no mesmo lugar, vai dar a possibilidade de ver vários jogos. Não vai ser fácil ter todos os bilhetes para os torcedores, mas pode dar uma acessibilidade que em outros países não é viável, como foi na Rússia, devido às distâncias entre as sedes, ou como será nos Estados Unidos, Canadá e México em 2026”.

Revelado pelo Independiente, Forlán marcou época na Europa vestindo as camisas de Manchester United, Villarreal e Atlético de Madrid. No Brasil, vestiu as cores do Internacional entre 2012 e 2013.