<
>

Copa do Brasil: Ferreirinha revela os 'dois lados' de Renato antes de uma decisão com o Grêmio, cita ensinamentos do treinador e vê favoritismo '50/50' na final

E chegou o tão esperado momento. Neste domingo (28), Grêmio e Palmeiras dão o pontapé inicial na decisão da Copa do Brasil e disputam o jogo de ida, em Porto Alegre, na última final do ano no calendário do futebol brasileiro. E se tratando de um confronto tão importante, envolvendo duas das camisas mais pesadas do país, as expectativas estão em alta nas equipes.

No lado do Grêmio, que já tem vaga garantida na próxima edição da Conmebol Libertadores por conta da sexta colocação no Campeonato Brasileiro, o título da Copa do Brasill também será de extrema importância por um outro motivo: sendo campeão, garante classificação direta para a fase de grupos da competição continental, assim como Alviverde, atual vencedor da mesma.

E um dos personagens desta decisão dos gremistas é o técnico Renato Gaúcho, que pode conquistar o seu 10º título como comandante do clube gaúcho e o seu segundo na Copa do Brasil. E para os jogadores do elenco do Grêmio, o treinador tem papel fundamental para o desempenho em campo.

Em entrevista exclusiva ao ESPN.com.br, o atacante Ferreirinha, que é uma das joias do clube gaúcho e vem sendo um dos pilares de Renato no time como um todo, falou sobre os ensinamentos que recebeu do treinador. O atleta também revelou o que o treinador mais pede dos seus comandados quando estão em campo.

"O Renato ensina muita coisa para a gente, por ter sido jogador, da minha posição, ele tenta auxiliar a gente porque ele já passou por isso dentro de campo, então a gente procura ouvir tudo o que ele tem para falar, na verdade. É um cara que tem uma experiência enorme, tudo o que ele fala a gente procura ouvir para tentar fazer dentro de campo", começou por dizer.

"O que ele mais pede para a gente ali no campo é tranquilidade. Não se desesperar ali dentro da área porque ele fala que o desespero é do adversário, do marcador e pede para a gente sempre ter tranquilidade", prosseguiu.

Em relação à postura do treinador antes de decisões pelo Grêmio, Ferreirinha revelou que Renato tem "dois lados" antes destes jogos importantes: o brincalhão, mas também o lado mais sério. Além disso, o atacante também disse que, por se tratar de uma final, o comportamento da equipe em campo também será diferente.

"O professor Renato tem os dois lados. Tem o momento da brincadeira, da resenha, mas tem o momento do trabalho, da coisa séria. Ele sabe lidar com o grupo, sabe porque já passou por essa situações, então é um cara que sabe levar muito bem esses momentos", revelou.

"O professor Renato é um cara experiente, já passou por isso, é um cara bem tranquilo, ele tenta nos passar tranquilidade e trabalhar bastante, mas nada fora do comum. Por ele já ter passado por isso, ele sabe como são esses momentos, então é um cara bem tranquilo em relação a isso", complementou.

Sobre a partida contra o Palmeiras, Ferreirinha também deixou claro que não há favorito, mesmo que o rival da decisão já tenha conquistado o título da Libertadores na atual temporada. Na sua visão, cada equipe te favoritismo de 50% na final.

"São duas equipes de muita qualidade e acho que em final é 50/50. Os dois clubes têm chances, não tem nenhum favorito. Tem tudo para ser dois grandes jogos", disse.

"Pressão (pelo título) entre nós mesmos porque a gente sabe que, se a gente não ganhar este título, o calendário vai ficar muito apertado para a gente porque tem o Estadual, aí tem a pré-Libertadores e lá na frente tem Brasileiro, Copa do Brasil e Libertadores. Acho que nada é mais importante que esse título, então acho que é por isso que estamos tão focados", concluiu.

Na atual temporada, Ferreirinha tem 39 jogos pelo Tricolor Imortal e balançou as redes em quatro oportunidades. O atacante ainda não marcou pela Copa do Brasil e busca o seu primeiro tento na competição que, quem sabe, poderá sair na final.