<
>

Por que São Paulo, Fluminense e Grêmio precisam, e muito, da vaga na fase de grupos da Libertadores

As vagas restantes na fase de grupos da Conmebol Libertadores estarão em disputa nesta quinta-feira (25), na última rodada do Campeonato Brasileiro. E elas são fundamentais para o planejamento financeiro e econômico de São Paulo, Fluminense e Grêmio, os times que ainda disputam a classificação.

Uma vaga na fase de grupos significa um ganho de 3 milhões de dólares (cerca de R$ 16,3 mihões), valor pago pelos três jogos que cada equipe fará como mandante na Libertadores. Seria uma quantia garantida, que ajudar os cofres prejudicados com a queda de recursos na pandemia de COVID-19.

Já ser obrigado a disputar as fases prévias não oferece tanto retorno financeiro. A segunda fase paga 500 mil dólares (R$ 2,7 milhões), enquanto a terceira oferece 550 mil (R$ 3 milhões) por clube, com o risco de eliminação sem alcançar os grupos. Foi o que aconteceu com São Paulo, em 2019, e Corinthians, em 2020.

Além da questão econômica, o calendário de quem vai à fase de grupos é bem menos desgastante. A classificação direta rende mais tempo de trabalho, pois os grupos começam em 21 de abril. Já o brasileiro que tiver que entrar no mata-mata preliminar estreia já em 9 de março.

Isso afeta, por exemplo, técnicos que ainda nem começaram seus trabalhos. O argentino Hernán Crespo assume oficialmente o São Paulo na sexta-feira (26), assim como Roger Machado iniciará sua passagem pelo Fluminense. O Grêmio ainda não sabe se renovará com Renato Gaúcho e também pode ter novo treinador para a temporada.

Com Flamengo, Internacional e Atlético-MG já garantidos nos grupos da Libertadores via Brasileirão, além do Palmeiras, resta somente mais uma vaga, atualmente disputada pelo trio de Tricolores.

Quarto colocado, com 63 pontos, o São Paulo depende só de si, mas para isso precisa vencer o Flamengo, no Morumbi. Em caso de empate ou derrota, terá que torcer para o Fluminense, quinto, com 61 pontos, não derrotar o Fortaleza, no Maracanã.

Caso o Flu vença sua partida, vai precisar torcer por um tropeço do São Paulo. Só assim consegue terminar no G-4.

Mas ainda existe a chance do G-4 virar G-5, que acontecerá se o Palmeiras for campeão da Copa do Brasil. Nesse cenário, abre-se uma nova vaga direta na fase de grupos via Campeonato Brasileiro, o que poderia beneficiar quem terminar em quinto lugar.

É aí que entra o Grêmio. Sexto colocado, com 59 pontos, o time gaúcho tem duas chances de ir à fase de grupos: ser campeão da Copa do Brasil ou terminar em quinto lugar do Brasileiro. Para isso, precisa vencer o Red Bull Bragantino e torcer por uma derrota do Fluminense no Maracanã.