<
>

Luxemburgo se coloca à disposição do Vasco na Série B e diz que queda não mancha carreira

Com o empate sem gols contra o Corinthians neste domingo, na Neo Química Arena, o Vasco chega à última rodada do Campeonato Brasileiro praticamente rebaixado para a Série B, o que seria sua quarta queda nos últimos 12 anos.

Após a partida, o técnico Vanderlei Luxemburgo, maior campeão da história do Brasileirão (5 títulos) lamentou o ocorrido, mas se colocou à disposição para seguir no clube na segunda divisão. Luxemburgo também garante que o seu primeiro rebaixamento como treinador não mancha sua carreira.

"A história da minha carreira está pronta, não tenho essa preocupação de em 12 jogos, o Vasco cair agora, que marcou minha carreira. Muito pelo contrário, estou à disposição do Vasco pra uma reconstrução do Vasco da Gama. Se o Vasco entender que eu posso participar dessa reconstrução, estou pronto pra isso. Acho que o Vasco precisa de uma reconstrução. Se o Vasco entender que eu devo continuar, não tenho problema nenhum de trabalhar na segunda divisão. Nós não caímos hoje, foi num processo crescente no Vasco da Gama, acabou que nesse ano não teve como fazer", explicou Luxa.

"Não estou preocupado com dinheiro porque ao longo da minha carreira ganhei bastante dinheiro, minha família está sossegada, graças a Deus. Agora é uma questão moral", disse o técnico, sobre os problemas financeiros gravíssimos do clube carioca.

E o que precisa para esse "milagre" do Vasco permanecer na primeira divisão acontecer?

Uma combinação simples de resultados. Na última rodada, nesta quinta-feira, o Vasco, com 38 pontos, enfrenta o Goiás em São Januário. E o Fortaleza, com 41 pontos, pega o Fluminense no Maracanã.

Vencendo o Goiás, o Vasco precisa torcer para o Fluminense bater o Fortaleza para igualar os mesmos 41 pontos do cearense.

Vasco e Fortaleza ficariam empatados em pontos (41) e vitórias (10). Mas a equipe cearense neste momento tem vantagem no próximo critério de desempate, o saldo de gols, -8 contra -20. Ou seja, o cruz-maltino precisa, além de vencer e torcer pelo seu rival perder, reverter o saldo.

Numa conta simples, o Vasco precisaria enfiar 6 a 0 no Goiás e torcer pelo Flu ganhar do Fortaleza pelo mesmo placar. O cruz-maltino e o time cearense empatariam no saldo (-14), mas a equipe carioca levaria vantagem nos gols pró, que neste momento ambos balançaram as redes 34 vezes.