<
>

Nos passos de Aubameyang, Martinelli coloca Europa League como um dos principais objetivos do Arsenal

play
Itália? Martinelli exalta sonho em jogar pela seleção brasileira e coloca Copa do Mundo como meta da carreira (0:16)

Brasileiro chegou a ter naturalização cogitada após chegada ao Arsenal (0:16)

Gabriel Martinelli chegou ao Arsenal em julho de 2019 como uma aposta do clube para o futuro. Em poucos meses, porém, o jovem brasileiro conquistou seu espaço e um lugar no coração dos torcedores por suas atuações em partidas das copas e da Europa League.

Nesta quinta-feira (18), os Gunners enfrentam o Benfica pelo jogo de ida dos 16-avos de final da competição europeia, com transmissão exclusiva do FOX Sports e acompanhamento em vídeos em tempo real do ESPN.com.br.

Em entrevista ao repórter João Castelo Branco, o jovem atacante colocou o torneio como uma das principais metas na temporada. “Eu acho que a gente tem que tentar brigar pelo G4 na Premier League, não tem nada definido, pelas circunstâncias da temporada. Temos a Europa League, que a gente tem que ganhar para ter a chance de disputar a Champions League na próxima temporada”.

A atual temporada dos Gunners não tem tido grandes resultados, com o time na 10° colocação da Premier League. Mas o aproveitamento de jovens por Mikel Arteta tem sido um dos destaques. Gabriel elogiou os colegas e falou sobre a meta em ser campeão ao lado deles.

“A gente tem muitos jogadores bons, o Eddie, o Emile, o Saka, o Joe, o Reiss. O Saka e o Emile estão jogando mais, são dois jogadores incríveis, que tem um futuro brilhante pela frente e que vão nos ajudar muito aqui. Eu espero conquistar muita coisa com eles pelo Arsenal e deixar a torcida muito feliz”, disse.

play
0:37

Martinelli fala em assumir posição de Aubameyang no Arsenal 'seguindo os passos' do capitão

Jogador falou em entrevista exclusiva aos Canais ESPN

O futuro no Arsenal, inclusive, é algo muito visado pelo brasileiro, olhando para um de seus companheiros como espelho: Pierre-Emerick Aubameyang. ‘Concorrente’ por posição do gabonês, o jovem disse querer seguir os passos de seu capitão.

“Tento trabalhar todo dia, duro. Claro que o Auba é um jogador e uma pessoa incrível, um prazer o ter no time. É um cara que joga na minha posição. Eu consigo olhar para ele todos os dias e tentar aprender o máximo”, afirmou.

“Claro, eu espero, no futuro bem próximo, conseguir assumir a posição, seguindo os passos dele, que é o capitão do time, usa a camisa 14, que é um símbolo do clube”, finalizou.