<
>

Paulo Nobre lembra bananas de Aidar e provoca São Paulo nas redes sociais após goleada do Inter

Logo após a goleada por 5 a 1 aplicada pelo Internacional no Morumbi, pelo Campeonato Brasileiro, o ex-presidente do Palmeiras Paulo Nobre provocou o São Paulo em suas redes sociais.

Nos Stories de seu Instagram, o ex-dirigente postou um "Boa noite" com um emoji de banana no lugar da letra "i".

Além disso, ele colocou a figura de uma mão aberta dando adeus, sinalizando, com os cinco dedos, os cinco gols do Colorado em cima do Tricolor.

A banana, aliás, tem explicação e remete aos entreveros que Nobre teve com o São Paulo durante seu primeiro mandato no Palestra Itália.

Em 29 de abril de 2014, o então presidente da equipe tricolor, Carlos Miguel Aidar, organizou uma coletiva de imprensa no estádio do Morumbi para rebater as acusações feitas por Nobre por conta da contratação do atacante Alan Kardec.

Nobre acusou Aidar de ter aliciado o centroavante, que "virou a casaca" e foi para o rival de graça após não chegar a um acordo para renovar com os palestrinos.

"O que aconteceu com o Kardec não é privilégio do Palmeiras. Eles (São Paulo) foram extremamente antiéticos. Se perguntarem para outros clubes, falarão o conceito que o São Paulo tem. Já fui consultado se topava deixar de participar dos torneios de base que o São Paulo disputasse, justamente por causa dessa prática de assediar jogadores adversários”, disparou Nobre, em 28 de abril.

Na coletiva do dia seguinte, Aidar pintou e bordou. Enquanto comia bananas ao lado de seu vice de futebol, Ataíde Gil Guerreiro, ele soltou frases fortíssimas contra o Verdão, e disse que Nobre havia protagonizado uma "manifestação patética" e "juvenil".

"(A entrevista de Paulo Nobre) Demonstra o atual tamanho da Sociedade Esportiva Palmeiras, que ano a ano se apequena com demonstrações dessa natureza", bradou.

"As declarações dele não me ofendem. O choro é livre. Todo mundo tem direito. E é um choro que tenta explicar perante sua torcida aquilo que fez o atleta (Alan Kardec) deixar o Palmeiras", acrescentou.

O tricolor também negou qualquer aliciamento.

"Agimos dentro da legislação esportiva. Time grande briga pela permanência dos seus atletas. Ontem, fizemos nossa proposta oficial ao atleta (Benfica) e vamos aguardar uma resposta", salientou.

"O São Paulo tem a imagem de organizado e isso causa ciúme aos (clubes) coirmãos. Essa imagem criou outra que é a imagem de um clube prepotente, soberano", complementou.