<
>

Torcedores do Flamengo protestam no Maracanã e Ceni, Vitinho e Gustavo Henrique são alvos: 'Brasileiro virou obrigação'

A eliminação do Flamengo na Conmebol Libertadoress, nas penalidades diante do Racing, aumentou a pressão em Rogério Ceni e no elenco rubro-negro.

Após a partida desta terça-feira, um grupo de cerca de 40 torcedores foi ao Maracanã para protestar contra a atual fase do clube - que também foi eliminado da Copa do Brasil no último mês, pelo São Paulo.

"Não é mole, não. O Brasileiro virou obrigação" foi um dos cantos da torcida, que também chamou o time de "sem vergonha". Atualmente, o Flamengo é o 3º colocado no Campeonato Brasileiro.

play
0:22

Torcida do Flamengo ataca Vitinho, Gustavo Henrique e Arão em cantos após eliminação na Libertadores

Jogadores foram rotulados como culpados pelo resultado pelo grupo de torcedores rubro-negros

Dois jogadores foram cobrados individualmente: o atacante Vitinho e o zagueiro Gustavo Henrique. Os dois foram apontados como responsável pela eliminação, visto que o ponta perdeu um gol e o defensor falhou no tento do Racing. O técnico Rogério Ceni também foi citado.

Outro grito da torcida foi "acabou o amor, isso aqui vai virar um terror". Quando o ônibus da delegação deixou o Maracanã, apenas cerca de sete torcedores dos 40 ainda estavam protestando.