<
>

Maradona sem papas na língua: as frases mais marcantes do eterno craque

play
Emblemático: com imagem de Maradona em prédio, torcida do Napoli toma ruas e comemora título da Copa Itália (0:14)

Napoli bateu Juventus e conquistou título na quarta-feira | via @scespn (0:14)

Um dos maiores de todos os tempos, Diego Armando Maradona nos deixou na última quarta-feira, aos 60 anos, após não resistir a uma parada cardiorrespiratória. Um personagem ímpar da história do futebol, ele nos brindou com diversas frases eternas.

A mais clássica foi a da Copa do Mundo de 1986, quando marcou de mão contra a Inglaterra. Segundo Pibe, ‘foi a mão de Deus’ que o ajudou. O lance, é claro, ganhou este nome mundialmente e será reconhecido para sempre.

Na Bombonera, quando se despediu do futebol, ele soltou: “Eu estava errado e paguei, mas a bola não está manchada”, em alusão à pureza que tem o futebol mesmo com todos os problemas que passou.

Ainda jovem, o sonho da Copa do Mundo já estava na mente do eterno camisa 10. E, questionado ainda quando ainda defendia o desconhecido Cebollitas, Maradona revelou.

“Tenho dois sonhos. Meu primeiro sonho é disputar a Copa do Mundo. E o segundo é ser campeão mundial”.

O River Plate, maior rival do Boca Juniors, também sofreu nas mãos de Maradona. Questionado sobre o que significava vencer o clássico, ele disparou.

“Bater no River é como se sua mãe te acordasse com um beijo pela manhã”.

Um dos maiores personagens da história do futebol, Maradona sempre conviveu com problemas fora das quatro linhas. E ele não se importava, queria apenas liberdade.

“Peço que me deixem viver minha vida. Eu nunca quis ser um exemplo”.

Em um dos momentos em que tentou se recuperar da dependência química, Maradona admitiu que sofria bastante com a solidão.

“Eu me sinto mais sozinho do que Kung Fu”.

Jorge Sampaoli, atual treinador do Atlético-MG, foi cornetado por Don Diego pela falta de habilidade para jogar futebol.

“Se você jogar a bola para Sampaoli, ele vai te devolver a bola com a mão”, ironizou Maradona, que deu uma declaração quando foi técnico da Argentina e viu a vaga para a Copa do Mundo ameaçada.

“Se ficássemos fora da Copa do Mundo, eu teria que ir para o Haiti”.

Em 1999, foi questionado sobre os filhos que não eram reconhecidos e deu uma forte declaração: “Minhas filhas legítimas são Dalma e Gianinna. Os outros são filhos do dinheiro ou dos erros”. Depois, Maradona reconheceu Diego Maradona Jr., Jana e Diego Fernando, mais novo, de relações fora do casamento.

Por fim, uma frase de Maradona sobre a morte. “Se eu morrer, quero nascer de novo e ser jogador de futebol”. Ele disse isso em 1992.