<
>

Flamengo: Ceni relata que Gabigol jogou no sacrifício e explica que substituição do atacante era prevista

Após ser substituído no empate por 1 a 1 entre Racing e Flamengo, nesta terça-feira, pela Conmebol Libertadores, Gabigol não tem uma nova lesão na coxa, como muitos temiam.

O clube carioca divulgou uma nota em suas redes sociais na noite de terça-feira, após a partida de ida das oitavas de final da Libertadores, e tranquilizou a torcida.

"Em relação ao atleta Gabriel Barbosa, já estava previsto que não atuasse o jogo inteiro. Segue planejamento para retorno gradual", disse o Fla, através de seu Twitter.

O camisa 9 fez o gol de empate do Flamengo no primeiro tempo. Aos 12 minutos da etapa final, ele foi substituído e imediatamente colocou uma bolsa de gelo na coxa.

Na entrevista coletiva, ele explicou a situação.

"Sim, acho que vim de uma lesão no tornzoelo, depois acabei sentindo a coxa. mas estmaos tomando todos os cudiados que a gente pode. VInha trenando bem, me seintino bem a cada treino e jogo, mas tem que ter cuidado. nosso staff e departamento médico tem cuidado. Era programado eu jogar só essa etapa do jogo. E agora é bom que temos uma semana até a próxima partida e quem sabe ficar 100%".

O técnico Rogério Ceni também confirmou a programação do atacante. "O Gabigol jogou 56, 57 minutos, aí já era previsto que ele não estaria 100% ainda. Ele ficou uma semana em tratamento, reforço, tinha um edema na coxa, melhorou, fez sacrífico, se doou e jogou o máximo de tempo que a condição dele permitiu".

Gabigol ficou mais de um mês afastado por conta de uma lesão na coxa, reagravada quando ele voltou aos campos há pouco mais de 10 dias.