<
>

'Busquets brasileiro?': jornal espanhol questiona 'estranha' contração de ex-Palmeiras pelo Barcelona

play
Depois de brilhar em vitória do Barcelona, Messi joga bola com filhos e cachorro em casa e é filmado pela esposa (0:11)

Camisa 10 do Barça marcou duas vezes no sábado, no 5 a 2 sobre o Betis | via @antonelaroccuzzo (0:11)

Nenhuma partida oficial. Nem em amistosos. Ausente até do banco de reservas. A passagem do brasileiro Matheus Fernandes, 22, tem se tornado um verdadeiro mistério no Barcelona, o que fez o jornal “El Confidencial” levantar alguns questionamentos.

Uma reportagem foi dedicada ao jovem na edição desta quinta-feira (12) da publicação. Entre outras coisas, o texto aborda o desinteresse do técnico Ronald Koeman em contar com o volante e diz que a presença dele faz muitos recordarem Eric Abidal.

“Não são necessariamente elogios que são dedicados a ele, que foi secretário técnico do Barcelona em uma temporada com demasiadas crises, polêmicas e confrontos com os jogadores no vestiário”, diz um trecho.

Abidal foi quem observou Matheus Fernandes no Palmeiras, em outubro de 2019, após ter recebido a “dica” de André Cury, empresário que era vinculado ao Barcelona desde 2013, tendo sido essencial na ida de Neymar ao clube.

Após observar o jovem, o definiu como o “Busquets brasileiro”. Assim, o Barcelona pagou 7 milhões de euros (na época, R$ 32,9 milhões) em 31 de janeiro deste ano e assinou até 2025 com o jovem, com multa de 300 milhões de euros (hoje, R$ 1,8 bilhão).

A equipe até criou uma estratégia para facilitar a adaptação de Matheus Fernandes, acertando com Ronaldo Fenômeno um empréstimo ao Real Valladolid nos seis meses finais da temporada 2019/20. Mas ele mal foi aproveitado. Apenas três partidas.

Koeman teve chance de conhecer Matheus Fernandes no início da atual temporada. O jornal diz que o diagnostico dele foi: emprestar o brasileiro para outra equipe para ele ter mais minutos em campo e, quem sabe, se adaptar e voltar para uma reavaliação.

Estava claro que ele não contaria com o jovem para a temporada, mas as coisas não aconteceram como o desejado. Matheus Fernandes recebeu a camisa 19 e ficou porque até o final da janela de transferências do verão europeu ninguém se interessou.

O jornal também diz que uma lesão na coxa direita foi o que atrapalhou o planejado. Mas Koeman não mudou de ideia. Entende que o brasileiro deve trabalhar, deve treinar e deve observar os nomes que hoje têm vantagem à frente dele: Busquets, De Jong e Pjanic.

Assim, a diretoria estuda uma forma de negociar o jovem em janeiro, seja por empréstimo ou até uma venda (bastante improvável), uma vez que a “joia de Abidal” dificilmente terá chances no time.

play
0:08

Que castigo! Dembélé humilha lateral do Barcelona com caneta desmoralizadora em treino

Francês mostrou tremenda habilidade na jogada