<
>

Palmeiras: Beccacece recusa proposta para assumir clube e segue trabalho no Racing, diz jornal

Um dos nomes apontados para suceder Vanderlei Luxemburgo, o argentino Sebástian Beccacece recusou uma proposta para assumir o Palmeiras. Quem garante é o jornal Clarín, que divulgou detalhes da abordagem ao atual comandante do Racing em sua edição deste sábado (24).

De acordo com o veículo argentino, a oferta palmeirense chegou a Beccacece via Christian Bragarnik, empresário e atualmente dono do Elche, da Espanha. Antes da última rodada da fase de grupos da Conmebol Libertadores, ele avisou sobre o interesse e foi surpreendido com a resposta.

"Tenho compromisso com o Racing, vou ficar", teria dito o treinador de 39 anos, que fizera o mesmo semanas antes, ao receber uma sondagem do Almería, da segunda divisão da Espanha. Por isso, Beccacece chegou a ser chamado de "louco" por um agente que intermediava as conversas.

Sebástian Beccacece apareceu para o Brasil em 2017, ao fazer o modesto Defensa y Justicia eliminar o São Paulo, então de Rogério Ceni, na primeira fase da Copa Sul-Americana. Depois, foi auxiliar de Jorge Sampaoli na seleção argentina até a Copa do Mundo de 2018 e trabalhou no Independiente.

No Racing, Beccacece chegou em baixa, após uma passagem de pouco sucesso pelo Independiente, e assinou contrato até junho de 2021. Na Libertadores, terminou como a melhor campanha entre os segundos colocados e agora enfrentará o Flamengo, nas oitavas de final.

O argentino era, segundo informações do comentarista da ESPN Jorge Nicola, um dos alvos do Palmeiras, ao lado do compatriota Gabriel Heinze. O ESPN.com.br entrou em contato com o Racing, que negou qualquer oferta do Verdão e descartou liberar o técnico.

A diretoria palmeirense segue atrás de um substituto para o demitido Luxemburgo. O preferido era Miguel Ángel Ramírez, mas o espanhol do Independiente Del Valle se recusou a abandonar o projeto do time equatoriano no meio. A ideia é buscar um técnico "com o mesmo conceito de jogo" de Ramírez.