<
>

Entenda por que o Santos suspendeu, e não rescindiu, contrato de Robinho

O Santos suspendeu o contrato de Robinho nesta sexta-feira - o acordo havia sido firmado no último sábado e valeria até o fim de fevereiro de 2021.

O Peixe optou por suspender e não rescindir o vínculo de Robinho pela esperança de absolvição em julgamento marcado para começar em 10 de dezembro. A Justiça Italiana analisará em segunda instância a acusação de violência sexual, pela qual o jogador foi condenado a nove anos de prisão. Se for considerado inocente, o atleta poderia retornar.

“Estou aqui com tristeza no coração para falar a vocês que tomei a decisão, junto ao presidente, de suspender meu contrato diante desse momento conturbado da minha vida. Meu objetivo sempre foi ajudar o Santos. Se de alguma forma estou atrapalhando, melhor que eu saia e foque nas minhas coisas pessoais. Com certeza vou provar minha inocência”, disse Robinho.

“Santos Futebol Clube e o atleta Robinho informam que, em comum acordo, resolveram suspender a validade do contrato firmado no último dia 10 de outubro para que o jogador possa se concentrar exclusivamente na sua defesa no processo que corre na Itália”, afirmou o clube.

As transcrições de conversas de Robinho com amigos foram fundamentais para a interrupção da quarta passagem do atacante pelo Peixe. Depois da publicação do GE.com, a torcida pressionou nas redes sociais, e patrocinadores ameaçaram rescindir seus contratos com o clube da Vila Belmiro.