<
>

Gaciba admite 'erro humano' do VAR em anulação de gol do São Paulo contra o Atlético-MG

Presidente da comissão de arbitragem da CBF, Leonardo Gaciba admitiu nesta quarta-feira que houve um "erro humano" na utilização do VAR na anulação do gol de Luciano, do São Paulo, diante do Atlético-MG.

Na partida disputada em 3 de setembro, pelo Campeonato Brasileiro, o atacante tricolor teve seu gol anulado após o árbitro de vídeo apontar impedimento e o lance gerou muita polêmica. Nesta terça, Gaciba admitiu o erro.

"Fizemos uma análise do lance. A linha realmente não é colocada de forma correta. Há outros detalhes que temos na análise que a gente faz. Não adianta lutar contra a imagem. Claramente, a linha não está colocada de forma padrão. Não é erro da tecnologia. É um equívoco humano da colocação da linha de impedimento", disse em entrevista ao Seleção SporTV.

"Além disso, temos acesso às imagens, o momento do contato com a bola não é o correto. Na hora de fazer o vai e vem do primeiro momento do contato com a bola, a imagem é parada um frame antes do primeiro contato do jogador com a bola. E poderia ter dado um resultado diferente na linha de impedimento. Mas não é um erro tecnológico. É um equívoco humano", finalizou.

À época, o lance gerou muita reclamação do clube e da torcida tricolor.

Apesar da falha, Gaciba elogiou o VAR e defendeu o uso da tecnologia no futebol brasileiro.

"O nível de intervenção do VAR está bom. É preciso trazer a justiça e não interferir muito no jogo e, pra isso acontecer, estamos tentando melhorar as performances dos árbitros dentro de campo. Estamos trabalhando pra cada vez mais precisar menos dos árbitros de vídeo e manter o nível de acertos", comentou.