<
>

Ex-Flamengo, Vinicius Souza exalta Dome e responde sobre comparação com Jesus: 'Não vejo diferença'

play
Ex-Flamengo revela fator que ajudou elenco na adaptação ao trabalho de Domènec: 'Dificuldade nenhuma' (1:34)

Vinicius Souza falou sobre a convivência com o técnico espanhol (1:34)

Revelado nas categorias de base do Flamengo, Vinicius Souza, o Vinição, como era carinhosamente chamado no clube, fez parte do elenco multicampeão sob o comando de Jorge Jesus. O volante de 21 anos foi vendido ao Grupo City em agosto deste ano e será apresentado no Lommel SK, da segunda divisão da Bélgica, nos próximos dias. O negócio pode render até R$ 26 milhões aos cofres do time da Gávea.

Alçado ao time profissional pelo Mister, chamou a atenção ao receber elogios do treinador português após a vitória diante do Palmeiras, em setembro de 2019, pelo Campeonato Brasileiro: “Penso que, com o tempo, vai ser um jogador acima do normal”, disse o então comandante rubro-negro.

Em entrevista exclusiva ao ESPN.com.br, Vinicius Souza relembrou a relação com Jorge Jesus, detalhou como os jogadores do Flamengo lidaram com a chegada de Domènec Torrent e revelou não ver diferença entre o treinador português e o catalão. O volante explicou também o fator que ajudou os atletas na adaptação ao trabalho do ex-auxiliar de Pep Guardiola.

"O elenco não teve dificuldade nenhuma na adaptação ao trabalho do Domènec, a maioria do elenco já tinha passado pela Europa, já sabia como funcionava. Agora ele está fazendo um bom trabalho, o grupo já começou a entender como o Dome trabalha, porque foi uma grande mudança. Saiu um treinador de peso e entrou outro de peso. Mas não vejo diferença entre Jorge Jesus e o Domènec", afirmou o volante.

"Em relação ao Jesus, foi gratificante receber elogios de um treinador do peso dele. Se tornou um ídolo do clube, vai ficar marcado para sempre. Ele me botava sempre no final, nunca deixei de dar a vida. Foi gratificante", declarou Vinicius, antes de detalhar mais do estilo JJ de cobrar. "O Mister conversava muito com a gente. Fazia muitos gestos e todo mundo achava que era esporro, mas ele sempre chamava para conversar porque gostava de sugar até o limite", completou o meio-campista.

Sob o comando de Dome e de olho na liderança do Campeonato Brasileiro, o Flamengo volta a campo nesta terça-feira (às 18h, de Brasília), contra o Goiás, no Maracanã, em partida adiada pela 11ª rodada. Clique aqui e acompanhe o tempo real especial feito pelo ESPN.com.br.

O time rubro-negro ocupa atualmente a terceira posição na tabela, com 27 pontos em 14 jogos. O Internacional é o segundo, com 28 em 15 partidas, e o Atlético-MG lidera com 30 pontos em 14 compromissos já realizados.