<
>

Sigilo, longa negociação e indicação de Carille: os bastidores da saída de Bruno Henrique do Palmeiras

O meio-campista Bruno Henrique está muito próximo de deixar o Palmeiras.

Na noite da última sexta-feira, conforme antecipado pelo globoesporte.com e confirmado pela ESPN, o Verdão avançou na negociação para vender o atleta ao Al-Ittihad, da Arábia Saudita.

A ESPN confirmou que os valores giram em torno dos R$ 30 milhões. Porém, a transferência deve ser finalizada em R$ 25 milhões e parte do valor será paga caso o meio-campista atinja metas com a camisa do clube saudita.

O time brasileiro aguarda a troca de documentos e a parte burocrática para oficializar a saída do volante.

Em apuração com fontes ligadas à diretoria do Palmeiras, a reportagem obteve informações a respeito da negociação entre as partes.

A procura dos árabes por Bruno Henrique acontece há mais um mês, e o Verdão optou pelo sigilo total na negociação, uma vez que o atleta alviverde era o "plano B" do Al-Ittihad, que queria mesmo a contratação de Edenílson, do Internacional.

Porém, com as negativas do Colorado, coube aos sauditas procurarem uma outra opção, chegando assim a Bruno Henrique, nome indicado também por Fábio Carille, ex-técnico do Corinthians e que comanda a equipe da Arábia Saudita.

O Palmeiras travou uma longa negociação nos bastidores e não aceitou de pronto a primeira oferta realizada pelos estrangeiros. Porém, o Verdão não dificultou as conversas, uma vez que tem interesse em vender o atleta, que teve uma queda brusca de rendimento em campo e passou a ser questionado por boa parte da torcida.

A ESPN apurou que o Alviverde pensa em renovar o elenco e por isso tem negociado com facilidade nomes mais experientes do elenco, como o lateral-esquerdo Diogo Barbosa, o zagueiro Vítor Hugo e agora o volante.

Bruno Henrique chegou ao Palmeiras em 2017, mas viveu o auge na temporada 2018.

Um dos líderes do elenco comandado por Luiz Felipe Scolari, o volante foi peça-chave no titulo do Campeonato Brasileiro e também na campanha da Conmebol Libertadores, na qual o Verdão chegou às semifinais.