<
>

Libertadores: Diniz elogia jovens em 2º tempo do São Paulo: 'O time no 2º tempo ganhou de 2 a 1'

A vexatória derrota por 4 a 2 sofrida para a LDU-EQU nesta terça-feira pela Conmebol Libertadores fez o São Paulo deixou o clube brasileiro em situação delicada na competição.

O técnico Fernando Diniz analisou a derrota desta terça, onde a LDU fez 3 a 0 no primeiro tempo e chegou a abrir 4 a 1 também. Na etapa final, o São Paulo chegou a ficar em campo com sete jogadores formados na base.

"O time no segundo tempo ganhou de 2 a 1. Os jogadores que entraram são jovens e não é porque são jovens que não têm condição de Libertadores, e o São Paulo é um clube formador e muitas e muitas vezes a gente falou dos jovens. Os jovens entraram e o saldo é muito mais positivo do que negativo desde quando eu cheguei", analisou o técnico, em coletiva.

A derrota deixou o São Paulo virtualmente eliminado na primeira fase da Libertadores.

Isso porque, com a vitória do River Plate sobre o Binacional por 6 a 0, os argentinos agora têm 7 pontos, contra 4 do tricolor paulista, enquanto a LDU é a lider da chave com 9 pontos. Na próxima rodada, se o São Paulo perder do River no Monumental, está eliminado.

Se empatar, ainda resta uma chance remota diante do Binacional, lanterna da chave e cujos únicos 3 pontos foram conquistados contra o São Paulo, na última rodada. Porém, com o primeiro critério de desempate sendo o saldo de gols, é improvável.

Isso porque o saldo do River no momento é +11 e o do São Paulo é 0.

"A gente tem chance, tem que lutar até o final, tem que seguir trabalhando e tentar fazer o melhor pra ajudar o São Paulo".

O segundo gol levado pelo São Paulo foi um vacilo na saída de bola, onde Igor Gomes tocou "na fogueira", Hernanes foi desarmado, e a LDU saiu na cara do gol e fez o segundo.

"Hoje foi um erro pontual, a gente fez muitos gols saindo do goleiro, aconteceu depois de um ano, um passe direto, atravessado, um erro e acabou gerando o gol da LDU. Isso não faz parte do padrão que o time apresenta saindo do jogo", disse o técnico.